9/8/2020 -






-----

Os prefeitos de Campo Mourão



Em toda a história, Campo Mourão teve 18 prefeitos. Dois deles com destaque no cenário nacional: Rubens Bueno, deputado federal, que administrou o município entre 1993 a 1997, e Milton Luiz Pereira, que comandou de 1967 a 1969. Após dirigir os destinos de Campo Mourão, Milton seguiu a magistradora e chegou ao cargo de Ministro do Superior Tribunal de Justiça em Brasília.

Tauillo Tezelli e Augustinho Vecchi, são os únicos que foram prefeitos por 3 vezes. Em 1968, Vecchi, por 1 ano devido a renúncia de Rosalino Salvadori. Ele voltaria a ser prefeito de 1977 a 1983 ( seis anos) e de 1989 a 1993. No total, Vecchi administrou Campo Mourão por 11 anos. Tauillo foi prefeito de 1997 a 2000 e reeleito para 2001 a 2004. Voltou ao cargo de 2016 a 2020. São 12 anos, um ano mais que Augustinho. E Tauillo é o único a ganhar 3 eleições como prefeito e uma sendo vice de Rubens Bueno, administração da qual participou como coordenador geral da prefeitura. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.





Área urbana de C.Mourão nunca teve queda de habitantes



A área urbana de Campo Mourão nunca perdeu habitantes desde que o município foi emancipado de Pitanga em 1947. É muito comum desde os anos 70, alguns políticos citarem que "a cidade chegou a ter até 150 mil moradores". Isso nunca ocorreu. A confusão existe porque até o início dos 60, todos os atuais municípios da região eram distritos de Campo Mourão. Com essas emancipações, o município foi diminuindo a quantidade de moradores, mas isso nunca afetou a população da cidade.

Desde 1947, o perímetro urbano (cidade), não tem queda populacional. A população cresceu a cada ano. Em alguns períodos mais em outros menos. Nos anos 80 e começo dos anos 90, famílias foram atraídas pela agricultura de outros estados. Nessa mesma época, por falta de cursos superiores, uma grande quantidade de jovens deixou a cidade, mas nem esses dois fatores fizeram a população cair.

A GRANDE QUESTÃO É: a cidade poderia ter crescido mais? Bom, isso é uma outra história... Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.





Frase de um morador de São Paulo...



Nei Piacentini, é um artista nacional, nascido em Campo Mourão, e que atualmente mora em São Paulo. Participou de vários filmes, entre eles "Lula Filho do Brasil", lançado em 2009, onde faz o papel do Dr. Miguel. Passeando em Campo Mourão, ele esteve para um compromisso, no 5º andar do Edifício Antares. De lá ele avistou a Catedral em meio às árvores e exclamou: "Que coisa maravilhosa! Lá em São Paulo a gente olha pela janela e só enxerga concreto"!. A vista que Nei teve de Campo Mourão, é da foto acima. A imagem foi feita do mesmo local onde Nei proferiu a frase. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.





Curiosidade



Atualmente as "linhas áereas apenas passam" por Campo Mourão, mas nos anos 50, Campo Mourão era servida pela Empresa Aérea "Sadia". Naquela época, a pista do aeroporto Coronel Geraldo Guia de Aquino ainda não era asfaltada. Campo Mourão era uma das escalas da linha São Paulo a Joaçaba em Santa Catarina. A mesma linha passava por Curitiba, Londrina, Ourinhos, Bauru e Ribeirão Preto. O slogan da empresa Sadia era: "A bordo da Sadia, Você não é um passageiro, é um hóspede". Anos mais tarde os voos passaram a ser feitos pela Transbrasil.

A pista do Aeroporto de Campo Mourão tem 1.400 metros de comprimento por 30 metros de largura. A média é de 50 pousos e decolagens por mês.

Em 2019, através do projeto "Voe Paraná", Campo Mourão foi beneficiada com a volta dos voos comerciais pela empresa Two Flex em parceria com a Gol Linhas Aéreas, mas em 2020, em plena pandemia do coronavírus, a empresa foi vendida e a linha cancelada. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.





Associação Comercial



A Associação Comercial e Industrial de Campo Mourão (ACICAM), é uma das mais antigas do Paraná. Foi fundada em em 1953. O município tinha apenas 6 anos de emancipação. No início, a entidade também tinha pecuaristas e agricultores como associados. Uma curiosidade, é que em toda a sua história, a Associação Comercial de Campo Mourão, teve apenas duas disputas para a presidência. A primeira em 1987 e a segunda em 2010. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.


Santuário de Aparecida



A história do Santuário de Nossa Senhora Aparecida na Vila Urupês em Campo Mourão, começa em 1971 com a inauguração da capela em um barracão de madeira. Em dezembro de 1974, foi inaugurada a obra da nova capela, agora em alvenaria com 210 metros quadrados. No dia 27 de março de 1982, a capela foi elevada a categoria de Paróquia. Com o crescimento da população, a igreja foi ampliada ao longo dos anos. No dia 12 de outubro de 2002, foi transformada em Santuário de Aparecida.

A igreja tem capacidade para 600 pessoas. A imagem da santa tem 5 metros de altura. Chama a atenção o subsolo onde estão objetos e fotos deixados pelos fiéis que pedem ou agradecem a graça recebida. A obra do calçadão que fechou parte da Avenida Jorge Walter começou em 2008 e foi concluída em setembro de 2009. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.


Ligações de água e energia elétrica



Campo Mourão tem 43 mil 563 (relógios) ligações de energia elétrica. Destas, 37 mil 331 são residenciais; 797 no setor industrial; 4.078 em estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços; 883 na área rural, entre outras atividades.

Campo Mourão conta com 36 mil 304 ligações de água. São 33 mil 120 residencias, 2.647 empresas comerciais, 93 indústrias, entre outros setores. O total de ligações de água é menor que o de energia elétrica. Uma das razões é que a conta de água pode utilizar um relógio para vários imóveis. É o caso de vários condomínios de apartamentos. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.


Poder Judiciário em Campo Mourão



A comarca de Campo Mourão foi instalada no dia 28 de janeiro de 1949. É responsável também pelos municípios de Janiópolis, Farol e Luiziana. São 6 varas judiciais. O atual prédio do Fórum foi construído no final dos anos 70 na praça Bento Munhoz da Rocha. Campo Mourão conta ainda com duas Varas da Justiça Federal, abrangendo 24 municípios, incluindo o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscon). A instalação da Vara Federal em Campo Mourão é de junho de 1998 e a instalação ocorreu em junho de 1999. A cidade ainda é sede de uma Vara da Justiça do Trabalho. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.


Sete rodovias desembocam em C.Mourão



Campo Mourão tem um dos maiores entroncamentos rodoviários do Sul do Brasil. A PR-317 faz ligação com o norte do Estado. A BR-487 tem uma saída para Umuarama e Mato Grosso do Sul e a outra saída para Guarapuava e Curitiba. A BR-272 liga Campo Mourão as regiões de Toledo e Marechal Cândido Rondon. A BR-369, faz ligação com Cascavel, Foz do Iguaçu, Paraguai e Argentina. A BR-158 (sem asfalto) liga Roncador e também ao Sudoeste do Paraná. A PR - 558 é saída para Cianorte e Paranavaí. Todo esse fluxo desemboca em Campo Mourão e o tráfego é distribuído pelo Anel Viário (Contorno Sul) e pela Perimetral Tancredo Neves (que corta a cidade). Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.


Catedral de Campo Mourão e a lenda



A Paróquia de São José em Campo Mourão foi criada no dia 8 de dezembro de 1942. Foi elevada à categoria de Diocese em 1959. Nessa época abrangia também as regiões de Umuarama, Ivaiporã, Pitanga e Cianorte. Dom Eliseu Simões Mendes, o primeiro bispo foi empossado no dia 23 de abril de 1960.

A construção da atual catedral foi iniciada em 1954, e o projeto arquitetônico foi o mesmo utilizado na construção da igreja de São Bento do Sul em Santa Catarina. A obra foi realizada em etapas ao longo de vários anos. É bom salientar que os portas são mais recentes. Foram esculpidas pelo artista Nivaldo Tonon e instaladas em 1979.

Uma curiosidade é que no começo dos anos 70, pilotos mourãoenses corriam de kart em volta da catedral. Contam também que o pioneiro e piloto de avião, Odair Rosa de Lima, mais conhecido por "Tico-Tico" chegou a passar com uma aeronave entre as duas torres da Igreja. De acordo com a lenda, foi preciso inclinar o avião para que a manobra fosse possível. Na época a imagem de São José ainda não havia sido colocada. Não há registros dessa façanha, mas muita gente conta que ele costumava fazer malabarismo sobre a cidade, com seu avião "teco teco" e o povo parava para assistir.

Outra curiosidade é que os relógios (quatro em cada torre) nunca funcionaram direito. Eles foram doados pela prefeitura no início da década de 70. Os relógios já foram consertados várias vezes, mas sempre dão problemas. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.


Mural do Colégio Unidade Polo



O Mural do Colégio Estadual Unidade Polo, de Campo Mourão, é uma obra do artísta plástico Marcos Andruchak. Ele nasceu em Capanema aqui no Paraná, mas é professor universitário de artes na Universidade Federal do Ceará. O mural foi inaugurado no dia 10 de junho de 2016, no aniversário de 40 anos do estabelecimento. O Colégio foi inaugurado em outubro de 1975, e entrou em atividade no dia 1 de março de 1976. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.


Primeiro edifício fora do centro



Seguem as obras do Edíficio "Residencial Rivera", o mais alto fora da chamada área central de Campo Mourão. O investimento da Construtora Pirâmide terá 10 andares. A obra está localizada no Bairro "Novo Centro", cujo acesso é pela Avenida Irmãos Pereira ou Avenida Miguel Luiz Pereira. Para ver mais informações e imagens de Campo Mourão, clique aqui.


Guarapuava 2ª parte: lazer



Guarapuava é conhecida como "Cidade dos Lagos". E não é a toa. São vários lagos espalhados pela cidade que se transformaram em parques e espaços para lazer e diversão. O Rio Jordão é o principal, mas o município também é banhado por outros rios, inclusive o São Francisco que é a nascente principal do Rio Ivaí. Na imagem acima a "Lagoa das Lágrimas".




A Lagoa das Lágrimas está localizada na área central da cidade. Nesse espaço é possível passear de pedalinhos. Tem parquinho para as crianças. Pista de caminhada e equipamentos para ginástica, inclusive para cadeirantes. É permitido passeio de bicicleta ao redor do parque. O nome vem de uma lenda indígena. Uma moça ficou apaixonada por um rapaz de outra tribo. Quando o romance foi descoberto, o rapaz foi morto pela tribo a qual a mulher pertencia. A mulher chorou tanto que formou uma "lagoa de lágrimas".




Outro local de destaque em Guarapuava é o Parque do Lago. E está localizado a menos de 1 quilômetro do "Lago das Lágrimas", próximo ao centro.




O Parque do Lago não fecha. Por isso é possível fazer caminhadas inclusive durante a madrugada. A pista é iluminada. Conta com banheiros, pista de skate, equipamentos para ginástica e parque infantil. As pontes de madeira são destaques.




Visitamos o parque em março de 2020. Os moradores disseram que ele fica ainda mais bonito principalmente em julho quando as cerejeiras "apresentam suas flores". Geralmente as principais festividades de Natal são realizadas nesse parque. O evento inclui a participação de um coral natalino da cidade que é formado por quase 3 mil crianças.




O que observamos nesse parque é uma quantidade muito grande de crianças e pessoas tomando chimarrão. Ao redor você pode saborear um lanche ou tomar um caldo de cana do "Seu João". Outro detalhe é que a pista de caminhada tem marcação de distância. E percebemos que cada volta tem 4 quilômetros.




Outra área de lazer em Guarapuava é o Parque Municipal das Araucárias. Está localizado na saída para Ponta Grossa/Curitiba, a 5 quilômetros do centro da cidade, porém faz parte da chamada "área nova", um grande empreendimento imobiliário.




Na imagem acima, ao fundo, a área preservada de araucárias. É permitido passeio pelas trilhas. No local funcionam a Secretaria do Meio Ambiente e o Museu de Ciências Naturais. Os visitantes contam com 3 áreas de estacionamento. De uma ponta a outra o parque tem 1 quilômetro e meio. Não é permitida a entrada na área de mata em dias nublados ou chuvosos devido ao risco de raios e quedas de árvores. Por isso infelizmente, pelo menos nessa visita não pudemos entrar.




O Parque Municipal das Araucárias foi criado em 1991. São 76 hectares de florestas, abrigando 23 ha com Araucárias (que sobreviveram aos homens).




Ao redor do Parque das Araucárias, surgiu um grande empreendimento imobiliáriio denominado "Cidade dos Lagos". É um bairro planejado que está se tornando a parte moderna de Guarapuava. São 3 milhões de metros quadrados, com modernos edifícios comerciais e residenciais. Várias instituições estão sendo transferidas para esse local, como veremos logo abaixo.




O primeiro grande investimento nessa nova e moderna área de Guarapuava é a do Shopping Cidade dos Lagos. São 40 mil metros quadrados.




O Shopping tem 60 lojas. Com 3 lojas âncoras e 4 megalojas. Possui 4 salas de cinema, hipermercado, lotérica, parque para crianças e 1.418 vagas de estacionamento. Entre as lojas mais conhecidas estão Macdonalds, Burger King, Hawaianas, Marisol, Polishop, Renner, Riachuelo, Valisere, Chopp Brahma, Subway. Mas fica uma dica: vale a pena saborear o "Pastel do Pistola", que é alí mesmo de Guarapuava, e é um dos mais frequentados do Shopping.




Nessa nova área de Guarapuava conhecida por "Cidade dos Lagos", foi inaugurado recentemente o novo Fórum da Comarca. São 14 mil metros de área construída.




Nessa moderna área de Guarapuava estão despontando edifícios modernos. A UTFPR (Universidade Tecnlógica Federal) também passou a fazer parte desse novo espaço. Na imagem o prédio ao fundo na cor laranja. As novas instalações da universidade foram inaguradas em 2014.




Ainda no bairro Cidade dos Lagos está em construção (março/2020), o moderno Hospital do Câncer de Guarapuava.




Com toda a certeza essa nova área urbana de Guarapuava é uma das mais modernas do Brasil. A maioria das pistas são duplas com amplos canteiros, câmeras monitoram o tráfego e para entrar nessa região existem 3 acessos e todos eles possuem uma guarita de segurança que monitora quem entra e quem sai.




E como ninguém é de ferro. Para fechar essa segunda parte de Guarapuava fizemos uma rápida enquete na cidade. Perguntamos qual o melhor local para se tomar um chopp. Ganhou a enquente o estabelecimento chamado Dom Henrique. Está localizado na Avenida Vicente Machado, centro, a uma quadra da Catedral.

EM BREVE A TERCEIRA PARTE SOBRE GUARAPUAVA ABORDANDO A RELIGIÃO E A HISTÓRIA.

* Veja aqui a 1ª parte sobre Guarapuava


-

Bela vista da Caroba
Pome
Integrado

[ voltar ]