ARAPONGAS /

TUNEIRAS DO OESTE /




























   














a



   

a

 

a

 

a

 

a

 

a

 

a

 

a
------------ 
 






Cotação CM:
22/02/2019

Café - R$ 6,31 (kg)
Boi (arroba) - R$ 154,00
Suíno 1Kg - R$ 3,70
Soja 60 kg - R$ 68,00
Milho 60 kg - R$ 29,50
Trigo - R$ 48,50
Feijão Carioca - R$ 200,00
Feijão Preto - R$ 160,00
Mandioca/Tonelada - R$ 377,00











QUE CARROÇA BONITA - Na principal avenida de Maria Helena (23 quilômetros de Umuarama) encontramos essa carroça toda enfeitada. Não consegui falar com o dono, mas uma vizinha contou que, o proprietário deixa ela sempre enfeitada dependendo da época do ano. O enfeite varia no Carnaval, Páscoa, Natal e assim por diante. Clique aqui e veja mais situações, curiosas, engraçadas e inovadoras .







São Tomé



São Tomé, está localizada a 80 quilômetros de Campo Mourão, na região de Cianorte. Já na entrada, o portal com facão indica que uma das bases da economia é a cana. Tem 5 mil 693 habitantes. Até 1961 foi distrito de Cianorte.




Na imagem acima a foto da Avenida José Madureira, a principal de São Tome. Tem 1 quilômetro e 600 metros. É um trecho da PR 498.




A cidade tem casa lotérica, Bradesco e atendimento do Banco do Brasil. Conta com o hospital de clínicas Nossa Senhora Auxiliadora.




Após ser interditada por um bom tempo, devido a rachaduras na parede, a Casa da Cultura de São Tomé foi reformada.




A Paróquia São Tomé, pertence a diocese de Umuarama. Como curiosidade, a cidade de São Tomé fica no meio de quatro cidades importantes: Maringá, Umuarama, Campo Mourão e Paranavaí. E Umuarama é a mais distante.



Tempo: números da segunda
e previsão para terça e quarta


Segunda-feira, 21, a temperatura máxima em Campo Mourão foi de 32 graus, sem registro de chuvas.

A previsão para terça-feira, 22, é de céu parcialmente nublado com máxima de 31 graus e sensação de 38.

Para quarta-feira, 23, céu parcialmente nublado com possibilidade de forte trovoada e chuva rapida. Máxima de 32 com sensação térmica de 40.



Falecimentos em Campo Mourão
no dia 21


Leonardo da Silva Lima, 84.
Velório em residência. Rua Horácio Amaral, Jardim Santa Cruz.
Sepultamento dia 21



Cotação CM:
21/02/2019


Café - R$ 6,31 (kg)
Boi (arroba) - R$ 154,00
Suíno 1Kg - R$ 3,70
Soja 60 kg - R$ 68,00 - subiu 1 real
Milho 60 kg - R$ 29,00
Trigo - R$ 48,00
Feijão Carioca - R$ 200,00
Feijão Preto - R$ 160,00
Mandioca/Tonelada - R$ 377,00







Uniflor: o nome significa
"apenas uma flor"



Uniflor tem apenas 2.466 moradores. Dos 399 municípios do Paraná ocupa a posição 388. O registro do primeiro habitante é de 1950.

Quando os engenheiros da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná passaram pelo local, a vegetação estava castigada devido a seca, e às margens de um córrego, eles encontraram apenas uma flor, então passaram a chamar Córrego Uniflor (ou flor única), que acabou sendo o nome da cidade.

Distrito de Nova Esperança, o município foi instalado em 1965.




As duas principais avenidas da cidade são enfeitadas com vasos nos canteiros centrais.

Todas as ruas de Uniflor, têm nomes de flores.

Está localizada a 140 quilômetros de Campo Mourão e 56 km de Maringá.

A principal avenida chama-se "Avenida das Flores" e tem cerca de 1 quilômetro. Toda a cidade é menor que o Jardim Santa Cruz em Campo Mourão.

Uniflor não tem agências bancárias.




Paróquia Imaculada Conceição de Uniflor.






Paranavaí x Campo Mourão



Até 1951, Paranavaí foi distrito de Mandaguari. A cidade está localizada a 156 quilômetros de Campo Mourão e 68 km de Maringá.

Habitantes:

Paranavaí - 87.813
Campo Mourão - 94.212
No Paraná:
Paranavaí - 24º
Campo Mourão - 21º
No Brasil:
Paranavaí - 351º
Campo Mourão - 320º

Economia:

No Paraná:
Paranavaí - 200º
Campo Mourão - 82º

Salário médio do trabalhador

Paraná:
Paranavaí - 76º
Campo Mourão - 29º

Mortalidade infantil:

Paranavaí - 12.0 por 1.000
Campo Mourão - 10.8 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos:

Paranavaí - 98,7%
Campo Mourão - 98,2%

Rede de esgoto:

No Paraná:
Paranavaí - 39º
Campo Mourão - 43º

Arborização:

No Paraná:
Paranavaí - 191º
Campo Mourão - 73º

Fatos e curiosidades de Paranavaí



A principal avenida, deputado Heitor Alencar Furtado, tem 8 quilômetros, divide a cidade ao meio (como se fosse a nossa Capitão Índio Bandeira), porém bancos, lojas e órgãos públicos estão concentrados em outras ruas e avenidas. Nessa via estão as principais concessionárias de veículos. O ponto mais próximo dessa avenida com a prefeitura (foto acima) é de 1 quilômetro. É uma cidade com o comércio bem distribuído.

Paranavaí tem 8 emissoras de rádio. São 6 em FM e 2 AMs. Conta com uma afiliada da RPC (Rede Globo).

A principal atividade da região é a pecuária de corte. As pastagens ocupam 75% da área da região. O rebanho é de aproximadamente 1 milhão e 100 mil cabeças e a raça predominante é a nelore.



Paranavaí é um dos poucos municípios brasileiros que mudou o local da Catedral. A Catedral Maria Mãe da Igreja saiu do local antigo (foto 1) e ganhou nova sede a 1 km dali (foto 2). A inauguração do novo templo aconteceu em 1991. A antiga passou a se chamar Paróquia São Sebastião.



Paranavaí conta com um moderno shopping de 4 pisos. O estacionamento é pago. A praça de alimentação não conta com nomes famosos do tipo (Macdonalds), mas é excelente. Tem várias lojas importantes e cinema.




O ponto negativo de Paranavaí, é o abandono do Estádio Waldemiro Wagner. Com capacidade para 25 mil pessoas, foi inaugurado em 1992, com um amistoso entre a Seleção Brasileira e Costa Rica. A arquitetura do estádio é uma réplica do Coliseum, de Los Angeles. Sediou disputas do Paranavaí no Paranaense, Copa do Brasil e Série C. Em 2007 foi Campeão Paranaense.

Pudemos constatar o visível o estado de abandono do estádio. As cadeiras cativas e arquibancadas, por exemplo, estão sendo deterioradas com o tempo.



Paranavaí é sede da Unespar, abrangendo Apucarana, Campo Mourão, Curitiba, Paranaguá e União da Vitória.







Atalaia: onde mora grande maratonista brasileiro



Tem 4.015 habitantes. Está localizada a 136 quilômetros de Campo Mourão, 46 km de Maringá e 50 km de Paranavaí. Atalaia significa local alto de onde o local pode ser vigiado (sentinela). Foi distrito de Nova Esperança.

Quando patrimônio o local era conhecido por "Inferno Verde", pois tinha muita mata e calor.

Atalaia tem sinal wifi de graça na praça central oferecido pela prefeitura.

A principal Avenida é a Antonio de Barros, que passa a ser Brasil, e é prolongamento da PR-458, que vai até Flórida.




Paróquia Nossa Senhora Rainha. Integra a Arquidiocese de Maringá.

A cidade tem um Hospital Municipal. Conta com uma agência do Banco Itaú.

Atalia tem cerca de 1.400 casas e perto de 120 estabelecimentos comerciais.

Quem mora em Atalaia, é o atleta Luiz Carlos da Silva, que representou o Brasil em diversas maratonas. Está com 48 anos (2019). Nascido em Floraí (PR), ele passou a infância em Atalaia, onde trabalhou na roça.



Engenheiro Beltrão: cidade
irmã de Francisco Beltrão



Engenheiro Beltrão surgiu nos anos 50, quando o engenheiro civil, Francisco Gutierrez Beltrão comprou do governo do estado uma grande área de terra entre os Rios Ivaí e Mourão.

Ele era proprietário da Colonizadora Engenheiro Beltrão, Ltda, a mesma que deu origem ao cidade de Francisco Beltrão.

Em 1951, Engenheiro Beltrão foi elevado a distrito e em 1954 a município.

Inicialmente foi distrito de Campo Mourão e depois passou a pertencer a Peabiru.




Engenheiro Beltrão tem 14 mil e 20 habitantes. Está localizada às margens da rodovia que liga Campo Mourão (27 Km) a Maringá (54 km). É conhecida também pelo prato típico "Leitão à Pururuca". A carne é desossada, assada na brasa por 6 horas e servida com tutu de feijão.



Recentemente a rodovia que passa por Engenheiro Beltrão foi duplicada e a exemplo do que ocorreu com a Boiadeira em Tuneiras do Oeste, alguns comerciantes reclamam que as vendas cairam porque a trincheira e os viadutos dificultaram o acesso dos viajantes até a cidade.



O templo atual da Paróquia Nossa Senhora das Graças, foi concluído em 1965. Na igreja está enterrada uma "capsula do tempo" com fotografias e documentos, que será aberta em 2062, na comemoração dos 100 anos de instalação da paróquia que pertence a diocese de Campo Mourão.



O Fórum da comarca de Engenheiro Beltrão é bonito e imponente. O projeto é de autoria do arquiteto curitibano Alessandro Botega, e foi inaugurado em junho de 2014.

A cidade conta com as agências do Itaú, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

A principal avenida é a 7 de Setembro e tem cerca de 2 quilômetros.



Itambé: "ponte de pedras"
feita por índios



A cidade de Itambé, está localizada a 31 quilômetros de Maringá, a 73 de Campo Mourão e 12 quilômetros de Floresta. O município tem 6 mil 107 moradores. Foi distrito de Marialva.

Itambé é fruto da obra colonizadora da Companhia de Terras Norte do Paraná, que comprou do governo do Paraná, 415.000 alqueires de terras situadas entre os rios Paranapanema, Ivaí e Tibagi. Com sede em Londrina (1929) efetuou o maior empreendimento agro-imobiliário do Brasil.




A palavra "Itambé" é de origem tupi e significa "Pedra Afiada". A cidade tem 2 quilômetros e meio no sentido Leste Oeste e 1 quilômetro e meio na direção norte Sul. As principais avenidas tem nomes de santos: São João, São Pedro e Santo Antonio. Conta com agência do Banco do Brasil.



Paróquia Nossa Senhora das Graças de Itambé foi instalada em 1959 e integra a Arquidiocese de Maringá.



No Rio Keller, tem uma passagem de pedras, que segundo estudiosos, foi feita pelos índios no século 16.







A cidade tem várias áreas para caminhadas com iluminação, uma delas fica na entrada da cidade para quem chega de Floresta.

Nas duas rotatórias da cidade existem equipamentos para atividades físicas da terceira idade.



Mandaguaçu: cidade da festa do
"porco na lata"



Mandaguaçu tem 22.531 habitantes, está situado a 103 quilômetros de Campo Mourão e a 21 quilômetros de Maringá. Como quase todas as cidades fundadas na região norte e noroeste do Paraná, também é criação da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná. O trabalho começou em 1944. O local já foi denominado de Vila Guaira e Governador Lupion. Foi distrito de Mandaguari. Mandaguaçu significa "abelha grande".

O município tem a "Festa Nacional do Porto na Lata". O porco na lata foi escolhido como prato típico de Mandaguaçu, por causa da importância na história dos pioneiros. Na época não havia geladeira e a única forma de conservar a carne era fritando e guardando na própria gordura do porco, geralmente em latas de 20 litros. É feita a fritura do toucinho em um dia e no outro é frita a carne. Depois, tudo é guardado em latas de vinte litros por alguns dias. Pouco antes do almoço, as latas serão aquecidas e a carne é servida.




Paróquia São Sebastião de Mandaguaçu. A Igreja conta com um o coral "São Gabriel". O grupo faz apresentações em várias cidades do Paraná.



As principais ruas da cidade são estreitas.

O cemitério fica a 2 quadras da igreja matriz.

Tem um bom comércio com lojas como Magazine Luiza e Salfer. Entre as agências bancárias Mandaguacu tem Bradesco, HSBC, Caixa e Banco do Brasil.

A principal avenida "Munhoz da Rocha", tem 1 quilômetro e meio.



Iguaraçu: município das águas



Iguaraçu com 4.466 habitantes, está situado a 110 quilômetros de Campo Mourão e a 26 quilômetros de Maringá. O nome é indígena e significa "Canoa Grande". A Rádio Fm, da cidade tem esse nome. Foi desmembrado em 1953 do município de Astorga.




A Paróquia Nossa Senhora Aparecida, pertence a diocese de Apucarana. No município encontra-se a fábrica da água mineral "Safira". Existem várias cachoeiras, mas muitas delas estão em propriedade particular. O Recanto das Águias tem lago de três alqueires para pesca e lazer, salão de festa com 250 m², lago artificial de mil metros quadrados para esportes aquáticos, área para camping, piscina, e grande áreas verde. Na saída para Maringa tem campo de golf com lanchonete, salão, sala de tacos, driving range, putter green, casa do Caddie.



Na área rural de Iguaraçú, saída para Maringá, foi instalado o Ody Park, uma das maiores áreas de lazer do Sul do Brasil.



Incluindo Resort Hotel, conta com uma estrutura de aproximadamente 200.000m², com Toboáguas, Tobobóias, Bar Aquático, Rio Lento, Piscina de Ondas Tsunami de até 3m de altura, considerado o maior do Brasil..



Assis Chateubriand: morada amiga



Assis Chateubriand está localizada a 140 quilômetros de Campo Mourão. Fica a 45 quilômetros de Toledo.

Habitantes: 33.397
No Paraná: 46º
No Brasil: 932º

Economia:

No Paraná: 98º
No Brasil: 813º

Salário médio do trabalhador

Paraná: 177º
No Brasil: 1807º

Rede de esgoto:

No Paraná: 124 (44,7%)
No Brasil: 2470º

Arborização:

No Paraná: 196º
No Brasil: 1370º


Mortalidade infantil:

10.8 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos: 98.6%

Curiosidades de Assis Chateubriand



O nome é uma homenagem ao jornalista Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Mello. Até 1966 era distrito de Toledo. Começou a ser povoada em 1950 com a chegada da Colonizadora Norte do Paraná. A localidade era chamada de Campo Dos Baianos até 1958, depois Tupãssi até 1966. Em 1983, agregou o slogan “Morada Amiga”.



Não existe contorno rodoviário para desviar do centro da cidade. Essa situação confere grande movimento na principal avenida que liga um ponto a outro da rodovia para Toledo. Outras duas rodovias desembocam dentro da cidade.



A imagem acima é da Paróquia São Francisco de Assis, a principal de Assis Chateubriand. A população do município aguarda com expectativa o frigorífico da Frimesa que promete ser o maior no abate de suínos da América Latina. A obra encontra-se na fase de fundação na saída para Toledo (jan-2019). A instabilidade política atrasou o desenvolvimento do projeto.



Ibiporã: cidade repleta
de obras de arte



Ibiporã está localizada a 196 quilômetros de Campo Mourão. Fica a 15 quilômetros de Londrina e 54 da divisa com o Estado de São Paulo.

Habitantes: 53.970
No Paraná: 34º
No Brasil: 434º

Economia:

No Paraná: 41º
No Brasil: 434º

Salário médio do trabalhador

Paraná: 116º
No Brasil: 1368º

Rede de esgoto:

No Paraná: 1º (97,2%)
No Brasil: 104º

Arborização:

No Paraná: 126º
No Brasil: 773º


Mortalidade infantil:

8.7 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos: 96.8%

Curiosidades de Ibiporã



Ibiporã na língua indígena Tupi significa Terra Bonita. IBI (terra) PORÃ (bonita). O nome é o mesmo de um pequeno rio que deságua no Ribeirão Jacutinga, um dos afluentes do Rio Tibagi, no vale em que está situado o município. A cidade foi planejada pelos irmãos Beltrão, os mesmos de Engenheiro Beltrão e Francisco Beltrão. Foi distrito de Sertanópolis até 1947.



A cidade é repleta de esculturas em ferro e aço inox produzidas pelo artista plástico Henrique de Aragão e a artista Letícia Faria. As obras espalhadas ganharam o nome de: "Museu de Esculturas ao Ar Livre".





A Igreja Matriz, Nossa Senhora da Paz é em estilo neogótico romano. Tem o formato em cruz e parece até com edificações medievais. Dia 31 de maio é data da Padroeira de Ibiporã, Nossa Senhora da Paz




A igreja de Ibiporã, é rica em detalhes e obras de arte. Vamos citar apenas alguns, pois são muitos. Cada coluna, algumas com até 20 metros de profundidade, foi perfurada por uma família pioneira. Ao redor do templo, vitrais italianos, também doados pela comunidade. Para quem entra, do lado direito, os vitrais mostram o antigo testamento e do lado esquerdo vitrais narram fatos do novo testamento. Também existem vários vitrais na parte superior. À frente e acima da nave tem um galho de café representando o surgimento da cidade e ao lado o algodão mostrando a diversificação de culturas que já começava na região norte, quando a igreja estava na fase de acabamento. Ainda ao redor da igreja medalhões em concreto, simbolizando a eucaristia.




O relevo da cidade tem ondulação suave. Apesar de ser próxima a Londrina, tem vida própria, com comércio movimentado. Bem cuidada e organizada.



Nova Esperança: cidade da seda



Nova Esperança está localizada a 125 quilômetros de Campo Mourão. Fica a 32 quilômetros de Paranavaí e 37 de Maringá.

Habitantes: 27.821
No Paraná: 66º
No Brasil: 1.188º

Economia:

No Paraná: 236º
No Brasil: 1664º

Salário médio do trabalhador

Paraná: 117º
No Brasil: 1807º

Rede de esgoto:

No Paraná: 102º
No Brasil: 2175º

Arborização:

No Paraná: 123º
No Brasil: 748º


Mortalidade infantil:

24.4 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos: 98.7%

Curiosidades de Nova Esperança



Nova Esperança foi projetada pela Companhia Norte do Paraná para ficar entre Paranavaí e Maringá. Começou a ser povoada por volta de 1945. Até 1952 foi distrito de Maringá.



Abrindo a mata para construção das primeiras estradas, operários da Companhia Norte do Paraná, encontraram pequena capela coberta de sapé. Estava sem porta, e havia uma imagem tosca de um Santo (Sagrado Coração de Jesus), hoje padroeiro da cidade. Ao lado da imagem muitos níqueis, de passaoas que não possuíam velas para pagar as promessas. Entenderam que aquilo representa "Esperança" de quem esteve ali, e assim surgiu o nome do município.




No interior da igreja matriz de Nova Esperança não tem imagens de santos. A paróquia Sagrado Coração de Jesus também é responsável na cidade por um colégio com mais de 60 anos e um hospital municipal.




Nova Esperança também é conhecida como "Capital Nacional da Seda". No município está a mais expressiva produção de Casulos Verdes. Existe por lá o roteiro turístico "Caminhos da Seda" integra propriedades rurais dos municípios de Nova Esperança, Mandaguaçú e Floraí. Durante o aniversário em dezembro, o município realiza a festa intitulada "Expo Caminhos da Seda".




Nova Esperança tem um dos cemitérios mais bonitos do Paraná. E um detalhe: fica a duas quadras do centro da cidade.




Nova Esperança é sede de Comarca e o que chama a atenção no prédio do Fórum são as várias estátuas.




Também encontramos em Nova Esperança, um Fusca repaginado para um carro de corrida da Lotus. Lotus foi uma equipe de Fórmula 1, que conquistou o Campeonato Mundial de 1978 com Mario Andretti. Por essa equipe passaram os brasileiros Nelson Piquet e Airton Senna.



Bom Sucesso: porque os lotes
venderam rápido



Bom Sucesso conta com 6.995 habitantes. Como na maioria das cidades do chamado "Norte Novo", Bom Sucesso começou com a demarcação dos perímetros urbano e rural e a divisão da terra em lotes, datas e fazendas. Foi fundada pela mesma companhia que abriu Maringá, Londrina e Cianorte. A cidade está localizada a 100 quilômetros de Campo Mourão e a 43 km de Apucarana.


Fatos e curiosidades de Bom Sucesso



O nome "Bom Sucesso" foi escolhido pela colonizadora porque os lotes mais baratos que Maringá e Londrina venderam rápido. Foi distrito de Jandaia do Sul. A geada negra em 1975 dizimou os cafezais do Paraná e o município sofre um forte êxodo rural e urbano.



Chama a atenção no centro, a quantidade de vendedores de frutas, legumes e verduras fresquinhas. As donas de casa fazem a feira caminhando pela cidade. É possível observar também que a maioria das construções remete aos anos 60.



Cidade Gaúcha: nome para atrair gaúchos



Cidade Gaúcha tem 11.062 habitantes. Outra cidade iniciada com a "onda" do café. Em 1952, a Imobiliária Ypiranga de Boralli & Held planejou e executou a colonização do local. A cidade está localizada a 130 quilômetros de Campo Mourão e a 74 km de Paranavaí


Fatos e curiosidades de Cidade Gaúcha



Na principal avenida da cidade tem tanta árvore que fica difícil em foto mais ampla, mostrar o comércio local. A colonizadora deu o nome de Cidade Gaúcha com o intuito de atrair famílias da região Sul do Brasil.



Para quem é de fora, chama a atenção um parque infantil todo construído em madeira. Embora tenha pouco mais de 10 mil habitantes, Cidade Gaúcha conta com 2 hospitais, um deles municipal. O local onde está Cidade Gaúcha, já pertenceu ao município de Peabiru.



Sabáudia: homenagem à Itália



Sabáudia tem 6.760 habitantes. Até 1954 foi distrito de Arapongas. A cidade está localizada a 150 quilômetros de Campo Mourão


Fatos e curiosidades de Sabáudia



Quem nasce lá é denominado de sabaudiense. O nome Sabáudia é de origem italiana. Na Itália, Sabaudia é uma comunidade perto de Roma, na região do Lácio, província de Latina, com 16.265 habitantes.



Várias ruas do centro têm nomes de italianos. Além disso, a cidade tem um bairro, onde todas as ruas levam nomes de cidades italianas como: Veneza, Genova, Milão, Bergamo, Palermo e Alexandria.



Peabiru: município que chegou
a ser maior que Maringá



Peabiru tem 13.985 habitantes. Sady Silva, que em 1945 exercia o cargo de Chefe da 5ª Inspetoria de terras, do Departamento de Geografia, Terras e Colonização do Estado do Paraná resolveu iniciar o patrimônio, com o fim de atrair colonos e povoar a região. Aliás, foi o próprio Sady Silva, que deu o nome a localidade como Peabiru, termo indígena tupi que significa ″caminho de gramado amassado"


Fatos e curiosidades de Peabiru



Em 1945, o patrimônio de Peabiru já contava com estabelecimentos comerciais, serrarias, posto de gasolina e farmácia. No dia 14 de dezembro de 1951, Peabiru foi elevado a município sem ter sido distrito.



Peabiru é um dos poucos municípios do Paraná, que não conta com a Sanepar, pois tem o sistema próprio de tratamento e abastecimento de água. Apenas 25 por cento da cidade tem rede de esgoto. Em 1950, Peabiru contava com 10.376 habitantes, enquanto que Maringá, nesta mesma época, tinha 8.898 habitantes.



Uma máquina chama a atenção no trevo de entrada de Peabiru. Contam que nos anos 60, a empresa que construia o asfalto na cidade paralisou as obras. Como já havia recebido pela obra, a administração municipal não permitiu que o rolo compactador fosse levado pela empreiteira. Virou monumento.



São Pedro do Ivaí: prêmio para
quem construísse casa



São Pedro do Ivaí tem 10.915 habitantes. Até 1955 era distrito de Jandaia do Sul. A cidade começou através da empresa "Junqueira" que se instalou no local com uma serraria para extração de madeira. O nome é em homenagem a São Pedro, acrescido de Ivaí, rio do mesmo nome que corta a região. Está localizada a 88 quilômetros de Campo Mourão.


Fatos e curiosidades de São Pedro do Ivaí



A população de São Pedro do Ivaí, em 1960, era de aproximadamente 23 mil habitantes, baixando para 19.388 em 1970 em virtude da mecanização agrícola e caindo para 10.451 habitantes em 1980. Para incentivar a rápida colonização do município Afonso Junqueira Franco (dono da colonizadora) estabeleceu um prêmio de Cr$ 500 (Quinhentos Cruzeiros Velhos) à cada comprador de terreno que construísse uma casa de madeira até dezembro de 1950.



A igreja Matriz de São Pedro do Ivaí, tem forma cilíndrica com 15 m de raio e torre também cilíndrica. As obras do templo, que chama a atenção por parecer um castelo, começaram em 1963, e foi toda edificada em mutirão. População fez a doação do material e ajudou na mão de obra.



A praça da igreja matriz é sem dúvidas o cartão postal de São Pedro do Ivaí. O templo é baseado em uma igreja italiana



Rolândia: pedaço da Alemanha
no Paraná



Rolândia está localizada a 160 quilômetros de Campo Mourão. Mais uma cidade fundada pela “Companhia de Terras Norte do Paraná”. No dia 29 de junho de 1934, começou a primeira construção que foi o Hotel Rolândia. Foi distrito de Londrina. O nome do município é homenagem a Roland, legendário herói alemão, que na Idade Média guerreava ao lado de seu tio, Carlos Magno.

Habitantes:

Rolândia - 65.757
Campo Mourão - 94.212
No Paraná:
Rolândia - 30º
Campo Mourão - 21º
No Brasil:
Rolândia - 518º
Campo Mourão - 320º

Economia:

No Paraná:
Rolândia - 63º
Campo Mourão - 82º
No Brasil:
Rolândia - 606º
Campo Mourão - 723º

Salário médio do trabalhador

Paraná:
Rolândia - 76º
Campo Mourão - 29º
No Brasil:
Rolândia - 1080º
Campo Mourão - 502º

Mortalidade infantil:

Rolândia - 11.8 por 1.000
Campo Mourão - 10.8 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos:

Rolândia - 97,5%
Campo Mourão - 98,2%

Rede de esgoto:

No Paraná:
Rolândia - 110º
Campo Mourão - 43º
No Brasil:
Rolândia - 2282º
Campo Mourão - 1167º

Arborização:

No Paraná:
Rolândia - 199º
Campo Mourão - 73º
No Brasil:
Rolândia - 1393º
Campo Mourão - 433º


Fatos e curiosidades de Rolândia



Os primeiros moradores de Rolândia foram alemães que fugiam da Segunda Guerra Mundial. Nesse período, o nome da localidade foi trocado para Caviúna, por se referir a um alemão, mas passado o conflito voltou a ser Rolândia



A colonizadora precisava de material para construir a linha de trem. A Alemanhã tinha muitos trilhos. Ficou acertado o seguinte: o dinheiro do imigrante ficaria na própria Alemanha. O imigrante compraria o material ferroviário que a Companhia de Terras precisava e, em troca, recebia títulos que equivaliam a terras em Rolândia.



Lembranças da Alemanhã estão por toda a parte. Desde residência, edifícios até nomes de empresas. Rolândia tem ainda a tradicional festa alemã da "Oktoberfest".




Uma das atrações na Igreja Matriz de Rolândia é Museu de Cera "Amigos de Deus", criado pelo empresário Arlindo Armacollo. São 14 estações da Via Sacra. Em tamanho natural o Papa Francisco



Também em tamanho natural, construído em cera, está a escultura do Papa João Paulo II




O recorde de Maior coxinha do país, registrado pelo RankBrasil em 2012, pertence à Maria Aparecida da Silva, de Rolândia.Para conquistar o título brasileiro, ela preparou um salgado com 3,5 kg, sendo 1,3 kg de massa de mandioca e 2,2 kg de recheio.



Maria Helena: mais uma
cidade criada para o café



Maria Helena tem 5.956 habitantes. Foi fundada em 1953 pela colonizadora Paraná Ltda. O nome foi escolhido em homenagem à filha de um dos sócios da empresa. Até 1955 foi distrito de Peabiru, mas passou a pertencer a Cruzeiro do Oeste. Está localizada a 140 quilômetros de Campo Mourão.


Fatos e curiosidades de Maria Helena



Criada no ciclo do café, hoje o município de Maria Helena é dominado por pastagens. Na época da fundação viviam na localidade cerca de 400 famílias xetás e outras tribos indígenas consideradas extintas.



O comércio da cidade é pequeno. Quem passa pelo centro até pode estranhar a venda de bóias e outros artigos do gênero. Faz sentido. Depois da pecuária, o ecoturismo é a principal fonte de renda com cachoeiras e caminhadas por trilhas.



Astorga: cidade em forma de "V" por causa da 2ª Guerra



Astorga tem 26 mil e 11 habitantes. Está na posição 71 entre os municípios mais populosos do Paraná. Foi fundada pela Companhia de Terras Norte do Paraná, a mesma que foi responsável por Londrina, Maringá e Cianorte. Até 1951 era distrito de Arapongas. Está localizada a 130 quilômetros de Campo Mourão.


Fatos e curiosidades de Astorga



Existem duas versões para o nome da cidade. Uma delas é que o engenheiro e agrimensor Wladimir Babkov, nascido na Rússia, funcionário da Companhia de Terras Norte do Paraná girou um globo terrestre e parou com o dedo sobre o nome Astorga, na Espanha. Outra versão seria uma homenagem ao General Ascoot, um dos diretores da Companhia de Terras Norte do Paraná, natural do Condado de Astorga na Inglaterra.



Em Astorga a paróquia São Sebastião, também é Santuário de Nossa Senhora Aparecida. A imagem da santa é praticamente do mesmo tamanho da existente no Santuário da Vila Urupês em Campo Mourão, mas fica ao lado da igreja e não em cima.



A área central de Astorga é em formato de triângulo. E tem uma razão. No dia em que estava sendo elaborada, em maio de 1945, saiu a notícia do fim da Segunda Guerra Mundial, e o triangulo em forma da letra "V" é referência a "Vitória" dos Aliados. Em Astorga, nasceu a dupla Chitãozinho (1954) e Xororó (1957)




Na imagem acima, o interior da Igreja Matriz e Santuário de Astorga



Apucarana: cidade sofrida e
"desprezada" pela companhia
que a criou



De origem caicangue, Apucarana significa "floresta intensa". Apucarana foi projetada em 1934 pela Companhia de Terras Norte do Paraná, para ser apenas uma cidade intermediária da produção de café entre os núcleos maiores (Londrina e Maringá), que recebiam toda assistência e benefícios da empresa. Foi distrito de Londrina. Está localizada a 140 quilômetros de Campo Mourão.

Habitantes:

Apucarana - 133.726
Campo Mourão - 94.212
No Paraná:
Apucarana - 11º
Campo Mourão - 21º
No Brasil:
Apucarana - 212º
Campo Mourão - 320º

Economia:

No Paraná:
Apucarana - 253º
Campo Mourão - 82º
No Brasil:
Apucarana - 1796º
Campo Mourão - 723º

Salário médio do trabalhador

Paraná:
Apucarana - 221º
Campo Mourão - 29º
No Brasil:
Apucarana - 2411º
Campo Mourão - 502º

Mortalidade infantil:

Apucarana - 11.0 por 1.000
Campo Mourão - 10.8 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos:

Apucarana - 97,8%
Campo Mourão - 98,2%

Rede de esgoto:

No Paraná:
Apucarana - 135º
Campo Mourão - 43º
No Brasil:
Apucarana - 2589º
Campo Mourão - 1167º

Arborização:

No Paraná:
Apucarana - 176º
Campo Mourão - 73º
No Brasil:
Apucarana - 1198º
Campo Mourão - 433º


Fatos e curiosidades de Apucarana



Como dissemos acima, Apucarana, embora tenha sido iniciada pela mesma companhia, não foi planejada e não recebeu incentivos e benefícios da companhia, como Maringá e Londrina. É bem sinalizada, mas suas principais ruas e avenidas são estreitas. Apucarana foi criada para servir como ponto intermediário de Londrina e Maringá para o Porto de Paranaguá com ferrovia e a Rodovia do Café.



A geada negra de 1975, desempregou milhares de pessoas. Na época a área urbana com cerca de 50 mil moradores, passou em 3 anos para 90 mil com o surgimento de várias favelas. Arapongas era menor e não atraiu muita gente. Para piorar, Apucarana tem um relevo pouco propício para soja e milho. As empresas fecharam suas portas ou se transferiram para cidades como Maringá. Jovens com mais poder aquisitivo foram morar em Londrina, Curitiba e São Paulo. Pequenos agricultores e trabalhadores rurais experientes emigraram "fugiram" em massa para o Centro Oeste do País. A terra perdeu valor, o comércio e os serviços se retraíram fortemente e por fim se concretizou um ciclo de vertiginosa queda da atividade econômica e da renda per capita.



A crise econômica e pobreza em Apucarana seguiu até o começo dos anos 80. Foi aí que galpões abandonados e os altos índices de desemprego proporcionaram baixo custo para confecção de bonés e roupas. De forma lenta o município foi se recuperando.




Superada a grande crise, o comércio de Apucarana voltou a crescer. Hoje, mesmo perto de Londrina e Maringá, a cidade tem orgulho de ter um shopping grande e bem movimentado (foto acima). Vendo o shopping com tanta gente pensei: eles preferem o seu em vez de Londrina e Maringá. O sofrimento não foi em vão.




Da vidraça da praça de alimentação do shopping, é possível observar um ponto de ônibus em forma de boné. O boné que significou o recomeço econômico da cidade.




A Catedral Nossa Senhora de Lourdes foi inspirada em pizza italiana. A nave interna é a maior do Paraná. Apucarana conta com a TV Tigabi, afiliada do SBT, uma das primeiras no Estado.




Apucarana tem Guarda Municipal e a Polícia Militar ainda adota o sistema de módulos pela cidade.



Meu Paraná: As pequenas
cidades parte 1



RONDON - Tem 9.534 habitantes. Integra a região de Cianorte. Até 1954 era distrito de Peabiru. Ruas largas com pistas de caminhadas e ciclovias. Embora tenha nascido em Astorga, a dupla Chitãozinho e Xororó, começou a fazer sucesso em Rondon, onde o pai trabalhava em uma serraria e as crianças faziam apresentações na cidade.




QUARTO CENTENÁRIO - Conta com 4.856 moradores. O nome é uma homenagem aos 400 anos de São Paulo. Está localizado na região de Goioerê, do qual foi desmembrado em 1992, mas instalado em 1997. Antes do nome atual, a localidade era chamada de "Gato Preto", em homenagem ao dono do primeiro bar.




NOVA OLÍMPIA - Tem 5.785 habitantes. O nome Olímpia nada tem a ver com a Grécia. É uma homenagem a esposa do fundador. O "Nova", se deve ao fato de a localidade ter começado em um lugar e mais tarde ser transferida para outro. A maior festa é o rodeio que acontece em novembro, período do aniversário. Até 1964 era distrito de Cidade Gaúcha.



Maringá: cidade com catedral
inspirada em foguete



A cidade começou a surgir nos primeiros anos da década de 40 na área hoje conhecida como "Maringá Velho". A Companhia Norte do Paraná ao demarcar a região, nomeava os rios e córregos e esses é que davam nomes às futuras cidades. Um dos córregos encontrados recebeu o nome de Maringá, inspirado na canção de Joubert de Carvalho. O nome desse córrego passou ser o da cidade. Até 1951 foi distrito de Mandaguari.

Habitantes:

Maringá - 417.010
Campo Mourão - 94.212
No Paraná:
Maringá - 3º
Campo Mourão - 21º
No Brasil:
Maringá - 63º
Campo Mourão - 320º

Economia:

No Paraná:
Maringá - 54º
Campo Mourão - 82º
No Brasil:
Maringá - 548º
Campo Mourão - 723º

Salário médio do trabalhador

Paraná:
Maringá - 17º
Campo Mourão - 29º
No Brasil:
Maringá - 325º
Campo Mourão - 502º

Mortalidade infantil:

Maringá - 9.9 por 1.000
Campo Mourão - 10.8 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos:

Maringá - 98,4%
Campo Mourão - 98,2%

Rede de esgoto:

No Paraná:
Maringá - 21º
Campo Mourão - 43º
No Brasil:
Maringá - 806º
Campo Mourão - 1167º

Arborização:

No Paraná:
Maringá - 88º
Campo Mourão - 73º
No Brasil:
Maringá - 518º
Campo Mourão - 433º


Fatos e curiosidades de Maringá



A catedral de Maringá, foi inspirada no foguete russo Sputnik II, e desenhada pelo arquiteto José Augusto Bellucci. As obras começaram em 1958, mas o templo só foi inaugurado em 1972, quando Maringa comemorou 25 anos. A Catedral é o décimo monumento mais alto do mundo e o segundo da América do Sul. Sua altura é de 124 metros.



Em Pombal, interior da Paraíba, em uma rua com muitos ingazeiros, vivia a linda cabocla de nome Maria do Ingá. Era filha de retirantes nordestinos. Ela faleceu devido a seca, deixando o político Rui Carneiro desolado de tristeza. Rui pediu ao amigo Joubert de Carvalho, que fizesse uma música que exaltasse a mulher amada e sua terra natal. Na fusão das palavras de Maria mais Ingá, surgiu Maringá, dando origem a canção "Maringá, Maringá", que fez sucesso nos anos de 35 e 36.



O projeto da cidade de Maringá é datado de 1943 e assinado pelo urbanista paulista Jorge de Macedo Vieira. O planejamento dividiu a cidade por zonas, de acordo com a função. Na região central com o centro cívico, a Zona 1 ao comércio e à prestação de serviços, as Zonas 2, 4 e 5 residenciais, enquanto as Zonas 3, 6 e 7 áreas residenciais operárias, e assim por diante. Hoje vai até a zona 53. A cidade foi planejada para comportar até 200 mil habitantes. Hoje tem o dobro.




Maringá se destaca hoje pelo setor de comércio, ensino superior e prestação de serviços. O Shopping Catuaí é o segundo maior do interior do Paraná (atrás somente do Shopping Catuaí Londrina). O transporte coletivo é operado de forma radial, ou seja, as linhas têm como destino final o centro da cidade (Terminal Urbano). No trânsito falta sinalizar de forma mais visível os locais mais importantes da cidade. Com veículo perde-se muito tempo na área central.




Maringá é a terceira cidade brasileira com maior concentração de descendentes japoneses. Então nada mais justo que o "Parque do Japão", foto acima.




Em Maringá é possível tomar o café da manhã e almoçar no 25º quinto andar, com vista panorâmica de todos os lados da cidade.




Em Maringá é difícil não encontrar o que se procura: se quiser uma caricatura, por lá tem gente que faz na hora..



Fênix: a cidade destruída
que ressurgiu das cinzas



Fênix, está localizada a 81 quilômetros de Maringá e a 60 quilômetros de Campo Mourão (42 em linha reta). Tem 4 mil 802 habitantes. Ocupa a posição 307 entre os 399 municípios paranaenses.

Destaque para os índices de educação: 99 por cento das crianças de 6 a 14 anos são escolarizadas, ocupando o primeiro lugar na micro região e a posição 61 no Estado.

O ponto negativo é a mortalidade infantil com índice de 32 óbitos por 1.000 nascidos vivos. É o pior índice da micro região e 26º no Paraná.

A cidade tem apenas 5 por cento de rede de esgoto.


Fatos e curiosidades de Fênix



A localidade já era visitada lá pelo anos de 1570. Jesuítas espanhois fundaram a cidade de Vila Rica do Espírito Santo. Essa cidade, em 1632, foi sitiada, destruída e incendiada pelos bandeirantes paulistas comandados por Antônio Raposo Tavares. As ruínas estão lá até hoje (3 quilômetros da cidade). O nome, é uma referência a ave Fênix que segunda a mitologia grega ressurgia das cinzas.



A crença na ave lendária que renasce das próprias cinzas existiu em vários povos da Antiguidade como gregos, egípcios e chineses. Em todas as mitologias o significado é preservado: a perpetuação, a ressurreição, a esperança que nunca têm fim.



A maior parte das ruas de Fênix tem nomes de árvores. Uma delas, na entrada da cidade é chamada de "Cinamomo", também conhecido como Árvore Santa.



Cianorte: cidade da via sacra de ferro
que faz críticas ao sistema



Cianorte foi fundada em 26 de julho de 1953, pela Companhia Melhoramentos Norte do Paraná – da qual herdou o nome: Cia (Companhia) e norte (de Norte do Paraná). Está localizada a 66 quilômetros de Campo Mourão.

Habitantes:

Cianorte - 81.393
Campo Mourão - 94.212
No Paraná:
Cianorte - 27º
Campo Mourão - 21º
No Brasil:
Cianorte - 424º
Campo Mourão - 320º

Economia:

No Paraná:
Cianorte - 113º
Campo Mourão - 82º
No Brasil:
Cianorte - 937º
Campo Mourão - 723º

Salário médio do trabalhador

Paraná:
Cianorte - 116º
Campo Mourão - 29º
No Brasil:
Cianorte - 1368º
Campo Mourão - 502º

Mortalidade infantil:

Cianorte - 12.7 por 1.000
Campo Mourão - 10.8 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos:

Cianorte - 98,2%
Campo Mourão - 98,2%

Rede de esgoto:

No Paraná:
Cianorte - 100º
Campo Mourão - 43º
No Brasil:
Cianorte - 2157º
Campo Mourão - 1167º

Arborização:

No Paraná:
Cianorte - 64º
Campo Mourão - 73º
No Brasil:
Cianorte - 390º
Campo Mourão - 433º


Fatos e curiosidades de Cianorte



Ao redor da Igreja Matriz de Cianorte, 15 estações da via sacra foram construídas em ferro. A obra é do artista Aristeo Piovezan. Suas esculturas no ferro são fabulosas. Declarado de esquerda, a via sacra reflete o passado e o presente. Ele conseguiu relacionar a queda de Jesus com o atendimento à saúde da população no Brasil. Uma outra passagem relaciona Jesus ao meio ambiente



No centro de Cianorte, uma pequena floresta. Você pode passar de uma avenida a outra caminhando cerca de 200 metros pela mata.



Cianorte pertence a diocese de Umuarama. Até 1955, Cianorte foi distrito de Peabiru. O município tem dois distritos: São Lourenço (criado em 1967) e Vidigal (criado em 1984). Cianorte tem bom aeroporto, mas não tem linha aérea comercial.




Entre atrações estão: o Portal da Moda que dá as boas vindas aos visitantes. A Praça Francisco Kanô que faz homenagem a colonização japonesa. Tem ainda o chamado Pátio Colonial onde se localizava as antigas instalações da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná.




Como toda a cidade, Cianorte também enfrenta a crise. O único shopping da cidade está com a maior parte das lojas fechadas (informação de dezembro 2018). Algumas indústrias de confecções trocaram Cianorte por Maringá.



Londrina: a cidade com
quase 400 mil veículos



Londrina é a quarta maior cidade do Sul do Brasil, perdendo para Curitiba, Porto Alegre e Joinville.

Habitantes:

Londrina - 563.943
Campo Mourão - 94.212
No Paraná:
Londrina - 2º
Campo Mourão - 21º
No Brasil:
Londrina - 38º
Campo Mourão - 320º

Economia:

No Paraná:
Londrina - 103º
Campo Mourão - 82º
No Brasil:
Londrina - 847º
Campo Mourão - 723º

Salário médio do trabalhador

Paraná:
Londrina - 15º
Campo Mourão - 29º
No Brasil:
Londrina - 263º
Campo Mourão - 502º

Mortalidade infantil:

Londrina - 8.8 por 1.000
Campo Mourão - 10.8 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos:

Londrina - 97,3%
Campo Mourão - 98,2%

Rede de esgoto:

No Paraná:
Londrina - 17º
Campo Mourão - 43º
No Brasil:
Londrina - 697º
Campo Mourão - 1167º

Arborização:

No Paraná:
Londrina - 118º
Campo Mourão - 73º
No Brasil:
Londrina - 685º
Campo Mourão - 433º


Lá em Londrina é assim...



Londrina foi fundada no dia 10 de dezembro de 1934. É duas vezes menor que Curitiba, porém tem quase a mesma quantidade de edifícios que a capital paranaense.



A cidade tem mais de 379 mil veículos. Sem contar a intensa movimentação dos veículos de pessoas de fora. Congestionamento é o que não falta por lá. Os trechos mais problemáticos são a Rua Sergipe, Avenida Higienópolis, Avenida Rio Branco e Madre Leônia Milito que dá acesso ao Shopping Catuaí, o maior do interior do Paraná.



Entre as pessoas que nasceram em Londrina estão: Arrigo Barnabé, Giba (jogador de volei), atriz Maria Cândido e o filósofo Mário Sérgio Cortela.




Apesar do tamanho, Londrina não é uma cidade de muita atividade noturna. De madrugada as ruas e avenidas estão praticamente vazias. Andar a pé ou de bicicleta por lá requer esforço dobrado. Trechos de subida são para aqueles que estão em forma. Londrina é bem sinalizada com muitas informações sobre nomes de ruas e locais (melhor que Maringá)




O Shopping Catuaí é o maior e mais visitado, mas Londrina conta com o Aurora Shopping (foto acima), onde é permitido aos clientes levarem seus cães e gatos. Dizem que é um shopping mais voltado a atender ao publico da classe "A". Outros locais para visitar em Londrina são: Museu do Café, Lago Igapó, Museu Histórico, Museu da Ciência e Tecnologia, Calçadão, Parque Estadual Mata dos Godoy e Jardim Botânico.



Jandaia do Sul, a terra
do governador eleito



Ratinho Júnior, nasceu em Jandaia do Sul, no dia 19 de abril de 1981. Está localizada a 125 quilômetros de Campo Mourão.

Habitantes: 21.122
No Paraná: 87º
No Brasil: 1.620º

Economia:

No Paraná: 164º
No Brasil: 1228º

Salário médio do trabalhador

Paraná: 177º
No Brasil: 1807º

Rede de esgoto:

No Paraná: 100º
No Brasil: 2157º

Arborização:

No Paraná: 73º
No Brasil: 433º


Mortalidade infantil:

23.5 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos: 99.2%


Curiosidades de Jandaia do Sul



O município foi distrito de Apucarana e faz parte daquelas 62 cidades fundadas pela Companhia de Terras Norte do Paraná (mesma de Maringá, Londrina, Cianorte e Umuarama).



A cidade conta com Faculdade de Jandaia do Sul (Fafijan) e campus da Universidade Federal do Paraná (UFPR). É bem arborizada e sinalizada.


Imagens de Jandaia do Sul



Na imagem acima, a sede da Rádio Jandaia AM e FM. A emissora em AM é lider em audiência em grande parte do Vale do Ivaí. Por ali passaram nomes como Pinga Fogo e Ratinho (pai). Está localizada na Praça do Café.




Paróquia São João Batista, pertence a arquidiocese de Maringá. Jandaia do Sul foi fundada em 14 de dezembro de 1952. Quem nasce lá é denominado "jandaiense". E além do Ratinho Júnior, também é de lá, o cartunista e desenhista Glauco Villas Boas.





RONDON - No calçadão localizado no centro da cidade é possível estacionar automóveis, motocicletas e até atravessar com esses veículos de uma avenida para outra.



Umuarama em números e fotos



Habitantes:

Umuarama - 110.590
Campo Mourão - 94.212
No Paraná:
Umuarama - 18º
Campo Mourão - 21º
No Brasil:
Umuarama - 279º
Campo Mourão - 320º

Economia:

No Paraná:
Umuarama - 140º
Campo Mourão - 82º
No Brasil:
Umuarama - 1135º
Campo Mourão - 723º

Salário médio do trabalhador

Paraná:
Umuarama - 116º
Campo Mourão - 29º
No Brasil:
Umuarama - 1368º
Campo Mourão - 502º

Mortalidade infantil:

Umuarama - 15.8 por 1.000
Campo Mourão - 10.8 por 1.000

Taxa de escolarização de 6 a 14 anos:

Umuarama - 97,9%
Campo Mourão - 98,2%

Rede de esgoto:

No Paraná:
Umuarama - 36º
Campo Mourão - 43º
No Brasil:
Umuarama - 1008º
Campo Mourão - 1167º

Arborização:

No Paraná:
Umuarama - 136º
Campo Mourão - 73º
No Brasil:
Umuarama - 826º
Campo Mourão - 433º


Lá em Umuarama é assim...



O estacionamento pago é cobrado a até 2 quilômetros do centro da cidade, como esse trecho da foto acima..



Se você não conhece Umuarama, vá preparado. A maioria dos motoristas e motociclistas não respeita a faixa de pedestre. Nos 35 cruzamentos com semáforos já é diferente. Neles também tem câmera de avanço de sinal e de faixa.


Imagens de Umuarama



Estacionar em supermercados exige uma pequena dose de paciência, mas você consegue. Detalhe: é uma das poucas cidades do Paraná, com mais de 80 mil habitantes que não tem Muffato.




Praças e jardins bem cuidados estão espalhados por toda a cidade. Alguns contam com áreas de lazer para crianças, jovens e adultos




Ao visitar a Catedral Divino Espírito Santo, vale a pena olhar para cima. Tem vão livre em concreto armado com mais de 50 metros. Imagine o cálculo estrutural e o trabalho que deu para fazer isso



Quinta do Sol é de "Sol"??



Habitantes: 5.088
No Paraná: 297º
No Brasil: 4.296º

Economia:

No Paraná: 97º
No Brasil: 809º

Salário médio do trabalhador

Paraná: 177º
No Brasil: 1807º

Rede de esgoto:

No Paraná: 345º
No Brasil: 5075º

Arborização:

No Paraná: 203º
No Brasil: 1451º


Curiosidades de Quinta do Sol



Será que o nome "Quinta do Sol" se refere ao nosso astro rei?...Sol também é a quinta nota musical, e no brasão do município aparece uma pequena escala musical. Só que tem o Sol também. E agora???



Placa na praça central informa: "animal não é brinquedo, sente fome, frio e medo. Por isso, não pode ser descartado e deixado à própria sorte nas ruas". A mensagem é da Prefeitura, que finaliza: "maltratar ou abandonar animais é crime"..


Imagens de Quinta do Sol









Meu Paraná - Toledo



Habitantes:

Toledo - 138.572
Campo Mourão - 94.212
No Paraná:
Toledo - 12º
Campo Mourão - 21º
No Brasil:
Toledo - 216º
Campo Mourão - 320º

Economia:

No Paraná:
Toledo - 53º
Campo Mourão - 82º
No Brasil:
Toledo - 539º
Campo Mourão - 723º

Salário médio do trabalhador

Paraná:
Toledo - 35º
Campo Mourão - 29º
No Brasil:
Toledo - 648º
Campo Mourão - 502º

Rede de esgoto:

No Paraná:
Toledo - 82º
Campo Mourão - 43º
No Brasil:
Toledo - 1909º
Campo Mourão - 1167º

Arborização:

No Paraná:
Toledo - 265º
Campo Mourão - 73º
No Brasil:
Toledo - 2357º
Campo Mourão - 433º


Curiosidades de Toledo



Como toda a cidade, os jovens têm o seu ponto de encontro. Em Toledo, nessa área, existem placas informando que é proibido volume alto no som dos automóveis. E pelo menos no tempo que passei na cidade, percebi que a determinação era respeitada.



Aos finais de semana, inclusive no período da noite, famílias inteiras lotam às margens do lago. Alguns levam suas cadeiras e alimentação e outros aproveitam 4 carros de lanches fixos em torno do Parque. No outro dia pela manhã é difícil encontrar um pedaço de papel ou latinha jogados no gramado ou na calçada.


Imagens de Toledo



Toledo ainda conta com o Parque Temático das Águas (pago) e o Parque do Povo (foto acima). O Parque do Povo mais afastado do centro, tem pistas de caminhada, deck (caminhos feitos de tábuas para delimitar áreas no jardim), cascatas, banheiros, fontes de água e um amplo espaço arborizado para descanso e leitura. São 14 alqueires.




Toledo é sede de Diocese. A paróquia da foto acima, é a Menino Deus, na praça "João Francisco de Assis". Não é a principal da cidade, mas chama a atenção pela beleza e imponência




O Aquário Municipal de Toledo conta com nove tanques de água doce de tamanhos variados e um marinho. No local mais de 60 espécies das bacias hidrográficas dos rios Paraná, Iguaçu e Amazonas. Não paga nada para visitar. Aberto de terça-feira a domingo – das 10h às 12h; das 14h às 16h e das 18h às 20h.



 
COLUNA DO ELY
a
COLUNA DO ELY
Campo Mourão - Paraná - Brasil - e-mail elyrodriguesdaniel@outlook.com / Rádio T FM - 44- 3523-5248