Falecimentos
(24 de junho)


CAMPO MOURÃO

Gabriela Vieira de Siqueira, 15 anos. Velório em residência. Rua 27 de Dezembro, Jardim Paulino. Sepultamento dia 25 em Janiópolis. Gabriela foi atropelada por motocicleta no sábado no Anel Viário na área conhecida como "gramadão".

José Manoel Nunes, 84 anos. Velório no Prever. Sepultamento dia 25


FÊNIX

Lucas Jampietro de Melo, 22 anos. Velório na Capela Mortuária. Sepultamento dia 25 em Fênix. (Estava internado. Sofreu acidente no dia 17 de junho).


Falecimentos
(23 de junho)


CAMPO MOURÃO

Angela Scattu Bertasso, 65 anos. Velório no Prever. Sepultamento dia 24

TERRA BOA

Newton Jefferson Leão, 65 anos. Velório na Capela Mortuária. Sepultamento dia 24


Falecimentos
(22 de junho)


CAMPO MOURÃO

Sirlene Ferreira dos Santos, 57 anos. Velório no Prever. Sepultamento dia 23


Falecimentos
(21 de junho)


CAMPO MOURÃO

Terezinha da Silva Gonçalves, 80 anos. Velório no Prever. Sepultamento dia 22 em Bom Sucesso.

Cacilda Albuquerque Mendes, 98 anos. Velório no Prever. Sepultamento dia 22.

Joaquim Custódio de Oliveira Neto, 90 anos. Velório no Prever. Sepultamento dia 22.




























ALTAMIRA DO PARANÁ /

ALTO PARANÁ/

AMAPORÃ /

AMPÉRE /

ANTONINA /

APUCARANA /

ARAPONGAS /

ASSIS CHATEUBRIAND /

ASTORGA /

ATALAIA /

BOA ESPERANÇA /

BOM SUCESSO /

CIANORTE /

CHOPINZINHO /

CIDADE GAÚCHA /

CORONEL VIVIDA /

CRUZEIRO DO OESTE /

CRUZEIRO DO SUL /

DIAMANTE DO NORTE /

DOUTOR CAMARGO /

ENGENHEIRO BELTRÃO /

ESTRADA DE TERRA ALTAMIRA DO PARANÁ A LARANJAL

EXPO LONDRINA 2019 /

FAROL /

FÊNIX /

FORMOSA DO OESTE /

FLORESTA /

GUAIRAÇÁ /

GUARATUBA /

IBIPORÃ /

IGUARAÇU /

INAJÁ /

INDIANÓPOLIS /

IRACEMA DO OESTE /

IPORÃ /

IRETAMA /

IRATI /

ITAMBÉ /

ITAÚNA DO SUL /

IVATUBA /

JANDAIA DO SUL /

JAPURÁ /

JESUÍTAS /

JURANDA /

LARANJAL /

LARANJEIRAS DO SUL /

LINDOESTE /

LOANDA /

LONDRINA /

LUIZIANA /

MAMBORÊ /

MANDAGUAÇU /

MARECHAL CÂNDIDO RONDON /

MARMELEIRO /

MARQUINHO /

MARIA HELENA /

MARIALVA /

MARINGÁ /

MARIPÁ /

MATINHOS /

MERCEDES /

MORRETES /

NOVA CANTU /

NOVA ESPERANÇA /

NOVA LONDRINA /

NOVA OLÍMPIA /

PAIÇANDU /

PALMEIRA /

PALMITAL /

PALOTINA /

PARAÍSO DO NORTE /

PARANACITY /

PARANAGUÁ /

PARANAVAÍ /

PATO BRANCO /

PEABIRU /

PEROBAL /

PITANGA /

PONTAL DO PARANÁ /

PORTO RICO /

PRESIDENTE CASTELO BRANCO /

QUARTO CENTENÁRIO /

QUATRO BARRAS /

QUATRO PONTES /

QUINTA DO SOL /

RANCHO ALEGRE DO OESTE /

REALEZA /

RIO IVAÍ PELA BALSA /

ROLÂNDIA /

RONCADOR /

RONDON /

SABÁUDIA /

SANTA ISABEL DO IVAÍ /

SANTA MÔNICA /

SANTO ANTONIO DO CAIUÁ /

SÃO CARLOS DO IVAÍ /

SÃO JOÃO DO CAIUÁ /

SÃO PEDRO DO IVAÍ /

SÃO TOMÉ /

SARANDI /

SAUDADE DO IGUAÇÚ /

TAMBOARA /

TERRA RICA /

TOLEDO /

TRÊS MORRINHOS (Terra Rica) /

TUNEIRAS DO OESTE /

UBIRATÃ /

UMUARAMA /

UNIFLOR /


COPA COAMO - VALE DO IVAÍ /

   














a
-----------------------------    
----------------------
a

 

a

 

a

 

a

 

a

 

a

 

a
------------ 
 










Tuneiras do Oeste, 59 anos!!



Em Tuneiras do Oeste os bancos estão espalhados pelo centro da cidade. É comum ver as pessoas sentadas e conversando, jogando cartas ou dominó. Está localizada a 53 quilômetros de Campo Mourão às margens da Estrada Boiadeira. Tem 8.695 habitantes ocupando a posição 208 no Paraná. No setor econômico figura em 298º.




Tuneiras do Oeste foi distrito de Cianorte e também de Cruzeiro do Oeste. Conseguiu a emancipação no dia 25 de julho de 1960, data em que comemora aniversário. O nome da cidade se deve a existência de cactos, conhecidos na região por "Tunas". A produção de soja vem se transformando na principal atividade econômica, com a formação de lavouras no chamado "Arenito Nova Fronteira". O setor industrial representa bem pouco para a economia do município.





Muitos moradores acreditavam que o asfaltamento da Estrada Boiadeira levaria rápido desenvolvimento à cidade, mas uma comerciante contou o seguinte: "ninguém pára aqui. Passam direto. Nem circular para Campo Mourão e Umuarama temos mais". O asfalto dividiu a cidade em duas, que agora são interligadas pelo viaduto sobre a Boiadeira.




A Paróquia Nossa Senhora das Graças pertence a Diocese de Umuarama.



Tuneiras do Oeste tem estádio com cobertura e iluminação.







Cotação agropecuária (24/06 - tarde)

Soja - Coamo, Coagru, Integrada, Copagril e Coopavel - R$ 69,50. Castro R$ 79,50.

Milho - Coamo, Coagru, Integrada, Copagril, Coopavel - R$ 30,00. Castro R$ 38,00.

Trigo - Coamo, Coagru, Integrada, Copagril, Coopavel - R$ 46,50. Castro R$ 51,00.



Corinthians fará amistoso em Maringá

Dia 7 de julho (domingo), às 11 da manhã, Corinthians e Londrina vão jogar no estádio Willie Davids em Maringá. O amistoso serve como preparação para o Londrina que disputa a Segunda Divisão do Brasileirão. A principio o jogo em Maringá seria com o Paraná Clube, mas não houve acerto com o time da capital. Como a delegação do Corinthians já reservou hotel e passagens, não foi possível mudar o local da partida, para o estádio do Café.







Planaltina do Paraná: cidade do Dalvan e do meio fio polêmico



Planaltina do Paraná está localizada a 180 quilômetros de Campo Mourão entre Paranavaí e Loanda. No topo da torre da Igreja Matriz de Santa Terezinha do Menino Jesus, tem mais coisas além da cruz. Várias antenas de celular que evidentemente devem gerar recursos para manutenção da paróquia. Isso sem falar nas duas torres de ferro bem próximas, que "poluem" o visual do templo. Isso acontece porque alí é o local mais alto do perímetro urbano de Planaltina do Paraná, município com 4 mil 254 moradores.




A principal praça de Planaltina do Paraná é "completinha". Tem um belo e bem cuidado jardim com uma grande variedade de plantas, e um parque para diversão das crianças (incluindo até o famoso escorregador), o que cá entre nós é difícil encontrar na maior parte das cidades. No meio da praça tem sanitários, outra coisa rara de se encontrar.

Planaltina do Paraná tem esse nome porque fica em um planalto. Como já existia uma Planaltina no Estado de Goiás, então foi acrescentado o Paraná.

Dalvan da famosa dupla com Duduca nasceu lá.

Apesar de pequena a população reclama da falta de segurança, dos casos de dengue e da situação das rodovias.




Planaltina do Paraná tem um canteiro central, na principal avenida que é motivo de opiniões divergentes. Para alguns é muito lindo, e para outros parece um cemitério. E na sua opinião: é bonito ou parece um cemitério??

Chão de areia. Tem pouca área de soja e milho por lá, algo em torno de 1.000 hectares juntando as duas lavouras. O negócio é cana e mandioca, além de um grande rebanho bovino e produção de frangos.

Na área mais central da cidade ainda existem empresas comerciais funcionando em prédios de madeira construídos nos anos 60, o que dá aquele ar de saudosismo.







Informativo do Colégio Vicentino Santa Cruz



NOSSO POETA CAMPEÃO RECEBE PRÊMIO EM TOLEDO... O estudante Gustavo Romano Caligher dos Santos, do 8º ano B, do Colégio Vicentino Santa Cruz, foi o vencedor do Concurso de Poesias Fraternidade Viva, realizado pela Diocese de Toledo, na categoria 8º e 9º anos, que envolve a temática da Campanha da Fraternidade 2019 “Fraternidade e Políticas Públicas”.

A premiação aconteceu no dia 19 de junho, na Mitra Diocesana da cidade sede do concurso. O estudante conquistou o 1º lugar e recebeu um tablet como prêmio pela produção do belo texto “Direitos”, no qual destaca os direitos tão importantes à população, assim como o papel da corrupção ao “retirar” tais direitos das pessoas. Um texto com a clara e sensível percepção que o estudante tem da realidade.

O Colégio Vicentino Santa Cruz participa anualmente deste concurso realizado em nível de Estado e é a terceira vez que um de seus estudantes é campeão. Em 2016, o Campeão foi Danilo Grasso (hoje, estudante da 3ª série do Ens. Méd); em 2017, Isadora Freitas (atualmente, estudante da 2ª série do Ens. Med.). Os textos são orientados pela professora Janislei Dala Rosa.

Nas fotos, momentos da premiação com Gustavo, Franciele Romano e Ademir – mãe e padrasto do estudante –, Dom João – Bispo da Diocese de Toledo – e Daniely Chiquetti Soares Gonçalves – Coordenadora do Ens. Fund. II do Colégio Vicentino Santa Cruz.



Cotação agropecuária (21/06 - tarde)

Soja - Coamo, Coagru, Integrada, Copagril - R$ 70,00. Coopavel - R$ 70,50. Castro R$ 79,00.

Milho - Coamo, Coagru, Integrada, Copagril, Coopavel - R$ 30,00. Castro R$ 51,00.

Trigo - Coamo, Coagru, Integrada, Copagril, Coopavel - R$ 46,50. Castro R$ 51,00.



Futuro ponto de encontro???



A imagem acima é uma atualização (20/06) das obras da filial da Havan em Campo Mourão. Está enganado quem pensa que a Havan é "simplesmente mais uma loja". Pelo que observamos em filiais da rede pelo Paraná, é muito mais que isso. Para começar abre aos domingos e feriados, inclusive no período da noite.

Se for nos mesmos moldes das outras filiais, a Havan de Campo Mourão terá estacionamento de graça. Contará com praça de alimentação. Lá dentro será afixada uma baita foto aérea da cidade.

Em Toledo por exemplo a loja promove pedidos de casamento com a participação de familiares e dos funcionários. Até a música do som interno é substituída para dar o clima de casamento.

Algumas lojas da Havan tem salas de cinema, como é o caso de Pato Branco. Em outras realiza exposições especiais como a Expo Noiva (Cascavel). Detalhe: nem todas tem a Estátua da Liberdade. Será que a de Campo Mourão vai ter??







Tradicional festa paranaense está de volta

A mais famosa festa popular de São José dos Pinhais (região metropolistana de Curitiba) está de volta: nos dias 5, 6 e 7 de julho acontece a 17ª edição da Festa do Pinhão. Shows com artistas nacionais e regionais, praça de alimentação, parque de diversão e exposições culturais. A festa será realizada na Rua Júlio Cesar Setenareski, distante 1 km do Portal de Entrada do Caminho do Vinho, na Colônia Mergulhão, em São José dos Pinhais.



Sete universidades do PR estão entre as melhores da AL

A Universidade Federal do Paraná (UFPR) subiu no “THE World University Rankings”, realizado por uma revista inglesa especializada em Ensino Superior, que avalia o desempenho das 150 melhores instituições da América Latina e do Caribe. A UFPR ocupava, em 2018, a 36ª posição e subiu para 26ª em 2019, sendo a melhor instituição de ensino entre as universidades do Paraná.

Em seguida, aparece na lista a Universidade Estadual de Londrina (UEL), na 39ª posição. A Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) é a única instituição privada do estado a figurar na lista, na posição 44. Em seguida estão a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e a Universidade Estadual de Maringá (UEM), entre 71-80 no ranking.

A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) está na colocação entre 81 e 90 e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) na posição acima de 101.



Ipiranga terá indústria catarinense de laticínios

A indústria de laticínios Tirol vai instalar uma unidade no município de Ipiranga, região de Ponta Grossa. O terreno é às margens da BR-373 e a área construída será de 33 mil metros quadrados. A empresa catarinense informou que o investimento será de 150 milhões de reais. ATirol conta com três fábricas em Santa Catarina (Treze Tílias, Pinhalzinho e Chapecó). Fundada há 40 anos em Treze Tílias, a indústria é responsável por 170 produtos que vai de queijo de mesa a doce de leite.








Foz do Iguaçu vai ganhar até o final de 2019, o primeiro "Food Park" do Paraná. O empreendimento será construído na Avenida Pedro Basso, perto do Fórum. Será uma grande praça de alimentação com 31 boxes, mais ambientes para narquile, crianças e café com estacionamento 24 horas.



UEM fará provas em 11 cidades

Quem se inscreveu para o Vestibular de Inverno 2019 da UEM (Universidade Estadual de Maringá) pode consultar o local onde realizará a prova no www.vestibular.uem.br. As provas serão aplicadas nos dias 14 e 15 de julho, das 13h50 às 19h, em Maringá, Curitiba, Cascavel, Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Cidade Gaúcha, Goioerê, Ivaiporã, Paranavaí e Umuarama. Foram abertas 1.494 vagas em cerca de 70 cursos de graduação. Medicina é o mais concorrido, registrando 413,7 candidatos para disputar cada uma das 13 vagas entre os não cotistas e 266,7 competindo pelas três vagas destinadas aos cotistas. Os aprovados no vestibular iniciarão o ano letivo em 2020.



Umuarama sediará Paranaense de Aeromodelismo

A cidade de Umuarama sediará pela primeira vez nos dias 5, 6 e 7 de julho, o Encontro Paranaense de Aeromodelismo. Evento acontecerá no Clube Pelicano (saída para Maria Helena). A taxa de inscrições para os pilotos é de 50 reais. Para quem for assistir a entrada é 1 quilo de ração que será destinado à Associação Protetora dos Animais.



Apucarana vai ganhar "fazendinha escola"

Até o final do ano a Prefeitura de Apucarana vai reabrir o Parque das Aves, também conhecido como Bosque Municipal. No local funcionará uma "fazendinha escola", destina às crianças da rede municipal de ensino. A ideia é transformar o parque em jardim botânico. Desde 2016 que o local está fechado por determinação do IBAMA por falta de cuidado com os animais silvestres que habitam o local.



Contas de luz sobem no dia 24

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou o aumento na tarifa de energia elétrica para os consumidores do Paraná atendidos pela Copel. A partir de 24 de junho, a nova tarifa terá reajuste médio de 3,41%. Para os consumidores residenciais e de baixa renda, o reajuste será de 1,85%. Para o consolo dos consumidores paranaense, o governo do Paraná informa que “os índices ficaram abaixo da inflação nos últimos 12 meses, de 4,66% (IPCA) e também é menor que a média do setor elétrico no período”.



Se você acha que o trânsito de CM é complicado....



Se você acha que o trânsito de Campo Mourão é complicado, imagine Apucarana que tem 40 mil habitantes a mais e as principais ruas e avenidas são estreitas. É difícil encontrar vagas para estacionamento em um perímetro muito maior que Campo Mourão, mesmo com estacionamento rotativo. É demorado para cruzar as principais ruas que não têm sinaleiros. Tem esquina onde seis ruas se encontram. Por lá o trânsito também preocupa. A prefeitura pensa em realizar várias modificações. Entre as propostas estão implantação de rotatórias, mais semáforos, novas vias de acesso, instalação de corredores exclusivos para ônibus e veículos de emergência e até retirada de canteiros.



Rio Bonito do Iguaçu: maior assentamento da América Latina



Rio Bonito do Iguaçu é uma cidade localizada a 285 quilômetros de Campo Mourão, na micro região de Guarapuava. O município tem 13 mil 283 habitantes.


Na agropecuária Rio Bonito do Iguaçu se destaca pela área de soja, milho feijão e na produção de frangos e leite. O setor industrial emprega cerca de 40 pessoas. No comércio o número de funcionários fica em torno dos 350 e na prestação de serviços mais 700. Na área urbana são 1.875 residências (2017) e na área rural outras 2.342 (2017). Tem uma emissora de rádio. A taxa de mortalidade infantil até 5 anos é de 22 por 1.000.




Até o final dos anos 60, a região era coberta por densas florestas, prevalencedo o "Pinheiro do Paraná". A localidade começou a ser formar no início dos anos 50, às margens da antiga estrada que ligava Guarapuava até Foz do Iguaçu. Essa estrada era conhecida como "estratégica e internacional". Na beira da rodovia está a Usina Hidrelétrica de Salto Santiago. Até 20 de março de 1992 foi distrito de Laranjeiras do Sul. Com uma área de 4.300 hectares de floresta nativa, é possível encontrar os restos da antiga Vila dos Trabalhadores, que construiram a Usina (20 quilômetros da cidade). Até 1968 a região era explorada por safrista, os quais faziam a derrubada da mata para plantar milho e colocavam suínos para a engorda, que eram comercializados em Ponta Grossa. A partir deste ano começou o plantio e a comercialização de produtos agrícolas, que até então só eram usados para a subsistência.




O turismo é explorado pelo município, que possui belezas naturais proporcionadas pelo Rio Iguaçu. Tem uma estância com piscinas hidrominerais termais, camping, lanchonete, sanitários e uma vista privilegiada. Outra atração é artificial chamada de Balneário do Alagado. O lago é resultado da construção da Usina Hidrelétrica de Salto Santiago.




A Paróquia Santo Antonio de Pádua pertence a Diocese de Guarapuava. A média salarial é de 2,1 mínimos, mas em análise por moradia, 46 por cento das pessoas recebem em média meio salário. A taxa de escolarização das crianças de 6 a 14 anos é de 98 por cento. Apenas 8 por cento da cidade tem rede de esgoto.

POLÍTICA - Rio Bonito do Iguaçu pode ser considerado um município do PT (Partido dos Trabalhadores). Nas eleições para presidente em 2018, Hadad fez 66 por cento dos votos e Bolsonaro 20%. Foi o único a dar Vitória para o Dr. Rosinha para governador 47%. Uma explicação pode ser o fato do município possuir 3 assentamentos surgidos com a desapropriação da Fazenda Araupel em 1998. São os maiores da América Latina com mais de 10 mil assentados, mais que dobrando a população. O curioso é que para prefeito o PT não ganha.

Uma das atrações em Rio Bonito do Iguaçu são as competições de carrinhos de rolimã.



Copa Coamo: vencedores da regional Centro-Oeste



Placa América, por Mamborê; Meia Boca, por Boa Esperança; Barcelona, por Altamira do Paraná; Água de Jurema, por Iretama e Palmital 43, por Roncador. Esses são os cinco novos campeões da Copa Coamo 2019 pela regional Centro-Oeste disputada no sábado, 15 de maio, com a participação de milhares de pessoas entre cooperados e familiares, comunidade e funcionários.

FOTO - Palmital 43 equipe de Roncador.

----------



Os times vencedores no Centro-Oeste estão na galeria dos 33 campeões, que representarão na grande final dia 27 de julho em Campo Mourão, na grande festa do maior evento esportivo rural do Brasil. ecisões - Nas cinco finais de sábado em Mamborê aconteceu a única decisão por pênaltis. Após empate sem gols no tempo normal o Placa América venceu o Água da Palmeira por 3x1 e sagrou-se campeão.

FOTO - Altamira do Paraná também tem o seu "Barcelona" campeão !!

----------



Em Altamira do Paraná, título para o Barcelona com a goleada sobre o time do Garrincha por 5x1. O Palmital 43 venceu o Formoso por 3x1 em Roncador. Em Iretama, o vencedor foi Água de Jurema após fazer 1x0 diante do Bom Jardim. Com 2x0 sobre o time Santa Terezinha, o Meia Boca faturou o título da regional em Boa Esperança.

FOTO - Águas de Jurema vai representar Iretama na grande final em Campo Mourão.

----------



Faltam duas etapas - A Comissão Organizadora da Copa Coamo informa que faltam duas etapas para a realização das regionais em 2019. No sábado, 29 de junho os jogos da Copa Coamo serão no Centro em Pitanga, Cândido de Abreu, Palmital, Boa Ventura de São Roque e Manoel Ribas. E no fechamento da fase classificatória a última rodada será dia 6 de julho com jogos nas regionais de Campo Mourão, Peabiru, Luiziana e Araruna.

FOTO - Placa América foi o grande vencedor em Mamborê.

----------



Uma grande festa - "A Copa Coamo é um jeito gostoso de viver o cooperativismo, vimos um sábado com clima agradável, milhares de pessoas e os propósitos cumpridos de integração e amizade, participando de uma grande festa do cooperativismo", afirma o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini.

FOTO - O nome é "Meia Boca", mas conquistou o direito de representar Boa Esperança na etapa final em Campo Mourão.

----------
* FOTOS E INFORMAÇÕES DA COPA COAMO ETAPA MATO GROSSO DO SUL

* FOTOS E INFORMAÇÕES DA COPA COAMO ETAPA REGIONAL OESTE

* FOTOS E INFORMAÇÕES DA COPA COAMO ETAPA CENTRO SUL

* FOTOS E INFORMAÇÕES DA COPA COAMO ETAPA VALE DO IVAÍ



Sumiu.....



Ao percorrer as estradas do Paraná notamos que a Viapar retirou as pessoas que ficavam no setor de atendimento ao motorista. Agora, quem quiser informações precisa utilizar um telefone que fica em cima do balcão. No pedágio de Floresta até a televisão que estava na parede foi retirada (foto). Será que é por causa daquela redução da tarifa??





No centro da cidade de São Tomé, região de Cianorte, o passado e o presente convivem "lado a lado". São dois estilos modernos de arquitetura, cada um para sua época.. CLIQUE AQUI E VEJA MAIS SITUAÇÕES CURIOSAS, ENGRAÇADAS E INOVADORAS QUE ENCONTRAMOS PELO PARANÁ





Em Ibiporã, perto de Londrina, a prefeitura abriu inscrições de concurso público para preenchimento de 54 vagas e outras 51 para compor o cadastro de reserva. Entre os cargos estão condutor de veículos, encanador, agente comunitário de saúde, auxiliar administrativo, técnico de laboratório, técnico em saúde bucal, engenheiro, jornalista, médico, professor e tecnólogo em gestão pública. As inscrições poderão ser realizadas até 9 de julho no endereço www.fundacaounespar.org.br. Mais informações pelo telefone (43) 3178-8440 ou pelo site www.ibipora.pr.gov.br.





Em Campo Mourão é raro observar quatro jatos passarem lado a lado com poucos segundos de diferença um do outro. E para completar o ponto brilhante no céu é o Planeta Netuno. CLIQUE AQUI E VEJA MAIS SITUAÇÕES CURIOSAS, ENGRAÇADAS E INOVADORAS QUE ENCONTRAMOS PELO PARANÁ





Em Cianorte começou a instalação de radares e câmeras nos principais cruzamentos da cidade. É a chamada "fiscalização eletrônica". Na primeira etapa serão 10 cruzamentos. Cada um deles terá semáforo com três câmeras (frontal, traseira e outra com aproximação da imagem para fotografar a placa). O sistema vai captar quem fura o sinal vermelho ou avança sobre a faixa de pedestre. A prefeitura de Cianorte informou também que o sistema permite de forma automática verificar se um veículo consta como furtado.



Vitorino: cidade crescendo e impasse com índios



A cidade de Vitorino está localizada a 395 quilômetros de Campo Mourão. O município faz divisa com Santa Catarina. A população é de 6 mil 818 moradores. O salário médio é de 2,3 mínimos, mas em 32 por cento das famílias a média é de meio salário mínimo por pessoa. Embora em população ocupe a posição 251 entre os 399 municípios paranaenses, Vitorino está em 24º em riqueza. Metade da cidade tem rede de esgoto.


Na agropecuária Vitorino se destaca pela área de soja, feijão, produção de frangos e leite. O setor industrial emprega cerca de 400 pessoas. No comércio o número de funcionários fica em torno dos 700 e na prestação de serviços mais 500. Na área urbana são 2.245 residências (2017) e na área rural outras 605 (2017). A cidade não tem emissora de rádio. A taxa de mortalidade infantil até 5 anos é de 25 por 1.000.




De acordo com informações fornecidas pela prefeitura, o município de Vitorino teve como origem um entreposto que ficava no caminho percorrido pelas tropas de burro, transportando mercadorias entre Barracão e Clevelândia, no período de 1920 a 1925. A construção da chamada Estrada Estratégica estimulou a vinda de catarinenses e gaúchos atraídos pela abundância e fertilidade da terra e pela possibilidade da exploração da madeira existente. Foi distrito de Clevelândia até 1961.


O nome Vitorino, deu-se em homenagem ao cacique de uma tribo de índios Tupi Guarani, que residiam nas imediações da sede do município.


O município de Vitorino vive um conflito indígena. Índios Kaigang foram expulsos de uma reserva e ficaram às margens da BR 158, próximo ao Rio Vitorino


MAIS INFORMAÇÕES: Vitorino conta com revendas dos caminhões Iveco e tratores Case Possui uma grande indústria no ramo de enxovais com o nome "Bella Enxovais". Tem agência do Bradesco. A cidade tem vários loteamentos com construções novas e iniciando (2019).


FOTO: Paróquia Senhor Bom Jesus da Coluna.



Lobato: sede da Líder Alimentos



Lobato está localizada a 150 quilômetros de Campo Mourão e a 59 quilômetros de Maringá. A população é de 4.755 moradores. Ocupa a posição 322 entre os 399 municípios do Paraná. Em 26 por cento das residências o salário médio por pessoa é de meio salário mínimo. De uma forma geral o salário médio é de 2,3 salários. Em riqueza está na posição 79 no Paraná. Mais de 90 por cento da cidade tem rede de esgoto. A taxa de escolarização de crianças entre 6 e 14 anos é de 99 por cento.




Lobato começou a ser formada em 1948 pela Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, a mesma de Maringá, Londrina, Cianorte e Umuarama. O nome foi em homenagem ao escritor brasileiro Monteiro Lobato. Lobato não chegou a ser elevado Distrito, tendo sido promovido diretamente a condição de município emancipado de Astorga, em 31 de julho de 1.956.




Em Lobato a maior área agrícola é destinada a cana-de-açúcar. Na sequência estão soja e milho. Destaque também para a produção de leite. A cidade conta com agência do Banco do Brasil. Lobato tem 1.671 moradias na área urbana e 170 na área rura. O município tem 38 indústrias e 129 empresas nas áreas comercial e de prestação de serviços. A cidade não tem emissora de rádio.

FOTO: Lobato é sede da indústria Líder, que atua na produção de leite de caixinha, achocolatados e outras bebidas.




O prato típico de Lobato é a Leitoa no Tacho. A festa acontece em agosto durante os festejos de aniversário do município. Em abril tem a Festa do Peão (a cidade tem uma área exclusiva para rodeios).

FOTO: Paróquia Sagrado Coração de Jesus.





A indústria de Sucos Prats, está localizada às margens da BR 376, a 20 quilômetros do centro de Paranavaí em direção a Guairaçá. O curioso é que a indústria tem uma lanchonete em anexo aberta inclusive aos domingos. A principal oferta é suco (lógico), mas tem café, pastel, coxinha, lanches e refrigerantes. Alí você também pode comprar galões e mais galões de suco... CLIQUE AQUI E VEJA MAIS SITUAÇÕES CURIOSAS, ENGRAÇADAS E INOVADORAS QUE ENCONTRAMOS PELO PARANÁ



Renascença: ressurgiu após conflito na revolução



Renascença está localizada a 375 quilômetros de Campo Mourão entre as cidades de Francisco Beltrão e Pato Branco. A população é de 6.818 habitantes. Na média cada habitante recebe 2,3 salários mínimos por mês, mas em 36 por cento das residências a média para cada morador é de até meio salário. No inverno, a cidade é uma das mais frias do Paraná.




A criação do município de Renascença foi fruto da campanha denominada “Marcha para o Oeste”. Com a construção da estrada entre Clevelândia e Francisco Beltrão, surgiu o povoado de Vargem Bonita. O povoado foi destruído durante os combates entre forças do governo e revoltosos na chamada Revolução de 1924. Anos depois as casas começaram a ser construídas e as pessoas comentavam que o lugar estava "renascendo". Em 1947 tornou-se distrito de Clevelândia e em 1951 ficou sob a responsabilidade do novo município de Pato Branco. Em 1960 foi elevado a categoria de município com o nome de Renascença. A instalação ocorreu em 29 de novembro de 1961.

FOTO: O Parque Yara foi inaugurado em 2004. O parque é o ponto de encontro aos finais de semana e é ali que o município celebra o Natal e Ano Novo.




O que mais se planta em Renascença é soja, milho e feijão. Destaque também para a criação de aves e pecuária. Vários produtores têm dedicação exclusiva na produção de leite. A indústria emprega cerca de 350 pessoas. A mesma quantidade de empregos é gerada pelo comércio e a prestação de serviços. Na cidade estão 1.557 residências (2017) e na área rural 873. Tem 158 empresas comerciais (2017). A taxa de mortalidade infantil é de 10 por 1.000 nascidos vivos. Mais da metade da cidade tem rede de esgoto.

FOTO: Parque Yara.




Um fato que colocou Renascença no cenário nacional foi a morte do cantor Gonzaguinha. Ele morreu em acidente de carro em 29 de abril de 1991, em rodovia do município. A virada do ano na cidade é marcada por show com fogos de artifício e atrações artísticas no Lago Yara.Existem estudos indicando Renascença como sede de um aeroporto regional do Sudoeste. O local escolhido é perto da comunidade Canela. Se em outro locais a polícia apreende cigarro contrabandeado, em Renascença é comum apreensão de vinho e camarão da Argentina. Uma tradição por lá é a Romaria de Nossa Senhora da Salete. As ruas e avenidas têm nomes de ex-presidentes do Brasil. A principal é a Castelo Branco.

FOTO: Paróquia Cristo Rei.




Nova Aurora: capital do peixe e três feriados municipais



Nova Aurora está localizada a 120 quilômetros de Campo Mourão e a 63 km de Cascavel. Tem 11 mil 866 habitantes. Está na posição 160 entre os 399 do Paraná. Trinta e três por cento das famílias recebem meio salário mínimo por pessoa. O salário médio mensal é de 1.9 salários mínimos. A taxa de escolarização (para pessoas de 6 a 14 anos) é de 95.8. A taxa de mortalidade infantil é de 7.63 para 1.000 nascidos vivos. Apenas 5.4% das moradias conta com rede de esgoto.




As primeiras famílias chegaram na década de 40. O local era conhecido por Encruzilhada Tapejara. O nome Nova Aurora surgiu durante uma missa. O padre falava sobre um novo futuro para a comunidade e exclamou: "uma nova aurora, virá ao encontro dos anseis dessa gente pioneira". Até 1967 foi distrito de Cascavel. A instalação ocorreu em 11 de dezembro de 1968.




Nova Aurora tem dois distritos: Marajó e Palmitópolis e pertence a Comarca de Formosa do Oeste. A lavoura é dominada por soja e milho, com grande criação de frangos. O setor industrial emprega 1.200 pessoas. O comércio gera em torno de 600 empregos e a prestação de serviços outros 600. Tem agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. O município tem 3.715 moradias na área urbana e em torno de 1.000 na zona rural. Conta com duas emissoras de rádio. É no Brasil, um dos municípios que mais produz peixe em cativeiro.

FOTO - A Copacol tem uma unidade em Nova Aurora. Produz alimentos à base de peixe. A cooperativa que tem 56 anos (2019) é sediada em Cafelândia. Em Nova Aurora a Copacol também tem um supermercado.




Uma das atividades preferidas dos moradores é visitar a "Feirinha" no centro da cidade. Alí os pequenos produtores rurais ofertam seus produtos. Outros locais de encontro são a Casa da Cultura e Centro Cultural. O município tem vários grupos artísticos. O principal evento é a Festa da Colheita promovida pela igreja, que também organiza em agosto a Festa do Padroeiro São Roque, sem falar no Festival da Viola. O município tem 3 feriados: Padroeiro (16 de agosto); Aniversário (25 de setembro) e Dia da Imaculada Conceição (8 dezembro). Na área rural você pode optar por pesque pague ou pousadas.

FOTO: Paróquia São Roque.



Querência do Norte: a capital do arroz irrigado



Querência do Norte a 221 quilômetros de Campo Mourão, e apenas 15 km do Mato Grosso do Sul tem 12 mil 180 habitantes. Em população ocupa a posição 163 entre os 399 municípios paranaenses. A taxa de escolarização de crianças de 6 a 14 anos é de 99 por cento. Em renda per capita a posição é a de número 369.

A produção agrícola é baseada em soja, milho, arroz, cujas áreas plantadas estão quase na mesma proporção. Detalhe é que o município tem uma das maiores áreas de arroz irrigado do Paraná. Todo os anos é realizada a Festa do Arroz. Destaque também para o rebanho bovino e criação de frangos.

O setor industrial gera cerca de 150 empregos; o comércio 300 e a prestação de serviços em torno dos 550. Na cidade estão 3.183 residências e na área rural outras 1.271. A renda média por habitante é de 509 reais.




Querência no jargão gaúcho significa "morada". O município começou a ser formado em 1950, através da Companhia Colonizadora Parana Loteamentos. O nome foi escolhido pelos primeiros moradores oriundos do Rio Grande do Sul. Passou a ser distrito de Paranavai em 1953 e a município em 1954. Querência do Norte tem 7 assentamentos.




Querência do Norte não tem emissora de rádio. A cidade tem cerca de 3 mil automóveis e 1.400 motocicletas. A taxa de mortalidade infantil e de 6 por 1.000 nascidos vivos. Uma curiosidade urbana é que a cidade tem 2 avenidas em forma oval, cada uma distribui o tráfego numa área que abrange sete quadras de comprimento por 5 quadras de largura.

Umas das opções de turismo no município é a pesca ás margens do rio Paraná, nas localidades Porto Natal, Porto Felício e Porto 18. Querência do Norte tem monitoramento por câmeras de segurança em alta definição. A Fanfarra do Colégio Estadual Humberto de Campos, é sempre convidada para eventos especiais. FOTO: Paróquia São Paulo Apóstolo pertence a Diocese de Paranavaí.



Palotina: tem o 11º PIB per capita do Paraná



Palotina está localizada a 197 quilômetros de Campo Mourão e a 61 km de Toledo. Tem 31 mil 564 habitantes, figurando na posição 64 entre os 399 municípios do Paraná. É o 11º em Pib per capita no Estado (C.Mourão é a 82ª). A taxa de escolarização de crianças de 6 a 14 anos é perto de 100 por cento. Tem um dos menores índices de mortalidade infantil e 40 por cento da cidade tem rede coletora de esgoto.




A agricultura se destaca pelo plantio de soja e milho. É grande a produção de frangos. Na cidade são cerca de 12 mil residências e na área rural mais 1.400. O setor industrial emprega cerca de 6 mil pessoas. No comércio são 3.200 funcionários. A prestação de serviços emprega 3.400.




A origem do nome Palotina é uma homenagem aos padres palotinos, que marcaram presença no município, desde a derrubada das primeiras árvores. Por esse motivo, foi escolhido como padroeiro do município, São Vicente Pallotti. Os primeiros habitantes vieram de Santa Catarina e Rio Grande do Sul por volta de 1940, mas foi a partir de 1950, que a localidade começou a se desenvolver. Até 1961 foi distrito de Guaíra.




Palotina tem 3 emissoras de rádio. É a única cidade no oeste do Paraná com campus da Universidade Federal, oferecendo os cursos de Agronomia, Ciências Biológicas, Medicina Veterinária, Tecnologia em Aquicultura, Tecnologia em Biocombustíveis e Tecnologia em Biotecnologia. A cidade conta com Colégio Agrícola.

A cidade tem dois hospitais, um deles da Unimed. O Aeroporto é administrado em parceria da C. Vale e Prefeitura. A pista tem 1.200 metros de comprimento por 18 de largura.

A grande festa do município é a Expo Palotina, realizada em maio com shows nacionais. A organização do evento envolve dezenas de entidades que formam o Conselho Gestor e Prefeitura. A área de shows e rodeio do Parque de Exposições tem arquibancada coberta.

Palotina é sede da Cooperativa C. Vale, que opera com várias indústrias de alimentos.

FOTO: Praça da Paróquia São Vicente Palotti




Loanda: a capital da torneira



Loanda, município com 22 mil 927 habitantes, está localizado a 190 quilômetros de Campo Mourão, extremo noroeste do Paraná. Ocupa a posição 81 entre os maiores do Estado. Em riqueza é o 270º. Cerca de 40 por cento da cidade tem rede de esgoto. Foi distrito de Paranavai. Em 1955, foi elevado a condição de município. Prevalece o plantio de mandioca, cana-de açúcar e a criação de frangos e bovinos. Na área urbana estão 6 mil 501 domicílios e na área rural perto de 900.




Em Loanda, o setor industrial emprega cerca de 1.900 pessoas. Outras 1.100 atuam no comércio e 1.800 exercem atividades na prestação de serviços. Tem quatro agências bancárias, incluindo Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. A cidade conta com duas emissoras de rádio. A quantidade de automóveis é duas vezes maior que o de motocicletas. A taxa de mortalidade é de 14 por 1.000 nascidos vivos.




Loanda foi fundada em 1952 pela empresa Colonizadora Norte do Paraná, a mesma de Londrina, Maringá, Cianorte e Umuarama. Cresceu de forma rápida com o auge do café. O nome surgiu de um concurso realizado pela companhia com os primeiros moradores.




A cidade tem 12 fábricas de torneiras. É considerada polo nacional nessa atividade. Exporta torneiras para todo o Brasil e diversos países.

O município possui instituições particulares de ensino superior como a Facinor e Unopar.

Loanda conta com aeroporto de pista asfaltada de 1.100 metros de comprimento por 23 de largura (300 metros menor que a de Campo Mourão)

Em novembro, durante as festividades do aniversário é realizada a Expo Loanda com Festa do Peão no parque de exposições.

O formato da cidade permite que praticamente todas as ruas cheguem na área mais central, porém isso acaba criando diversos cruzamentos perigosos para os motoristas.

FOTO: A Paróquia Nossa Senhora Aparecida pertence a Diocese de Paranavaí.



Francisco Alves: nome em homenagem a cantor



A cidade de Francisco Alves, está localizada a 171 quilômetros de Campo Mourão e a 40 quilômetros da divisa com o Paraguai, perto de Guaira. Tem 6 mil 418 habitantes. Está na posição 254 entre os 399 municípios paranaenses e 146º em riqueza. Não tem rede de esgoto.




A colonização começou na década de 1950. Os pioneiros foram atraídos pela cultura do café. Com a geada negra, a maior parte do espaço foi dedicado a pecuária. Hoje voltou o chamado café adensado, soja, milho e trigo e a criação de aves. Foi distrito de Iporã, e elegeu o primeiro prefeito em 1976.

O nome é em homenagem ao cantor Francisco Alves, considerado o Rei da Voz, que morreu de acidente. Em 27 de setembro de 1952, Alves dirigia seu Buick, na rodovia Presidente Dutra, São Paulo, quando colidiu com um caminhão.




Em Francisco Alves a quantidade de automóveis é quase a mesma de motocicletas.

A Escola Estadual do Campo Bairro Catarinense, possui o maior índice do Ideb no Paraná entre as escolas do Ensino Fundamental (7,3).

Na área urbana são 1.508 residências e na zona rural outras 890. O setor industrial gera cerca de 120 empregos. O comércio em torno de 200 e a prestação de serviços outros 400.

FOTO: Paróquia Nossa Senhora Aparecida, pertence a Diocese de Umuarama.



Marilena: na Festa do Milho tem o "Rei do Sabugo"



Marilena, é uma cidade localizada a 232 quilômetros de Campo Mourão, e a 20 km de Rosana, na divisa com o Estado de São Paulo. Tem 7.067 moradores e o município ocupa a posição 241 entre os 399 do Paraná.

Marilena tem pontos turísticos naturais e devido a localização na chamada "tríplice fronteira" (São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul). Alí ocorre o encontro dos Rios Paranapanema e Paraná.

De acordo com o Ministério do Trabalho tem o menor salário per capita do Estado. Em rique está na posição 378 do Paraná. Apenas 10 por cento da cidade tem rede de esgoto. A taxa de escolarização de crianças de 6 a 14 anos é de 99 por cento.

Tem 1.817 residências no perímetro urbano e 721 na áreal rural. As indústrias geram cerca de 100 empregos, o comércio em torno de 200 e a prestação de serviços por volta de 700.




O município de Marilena foi fundado pela colonizadora Paranapanema. O nome é uma homenagem a Maria Helena Volpato, esposa de um dos donos da empresa. O primeiro nome da comunidade foi "Feijão Cru". O inicio da colonização ocorreu no final dos anos 40. Se desenvolveu com o plantio de café. Distrito de Nova Londrina, foi elevado a município em outubro de 1967.

Hoje o município tem uma grande produção de milho. A localicade realiza em setembro a Festa do Milho e a Festa do Peixe na Telha. O evento é conhecido como Festival dos Rios. São escolhidos a Rainha do Milho e o Rei do Sabugo. Também tem muito gado e produção de leite.

A Paróquia Santa Helena pertence a Diocese de Paranavaí. A cidade tem uma indústria de jeans (Titanium Jeans).



 
COLUNA DO ELY
a
COLUNA DO ELY
Campo Mourão - Paraná - Brasil - e-mail elyrodriguesdaniel@outlook.com / Rádio T FM - 44- 3523-5248